Header Ads

Taxista assassinado já tinha se envolvido em acidente com morte

Em 2008 taxista foi preso por provocar acidente
A polícia de Eunápolis segue investigando a morte do taxista José Eduardo Santos, 61 anos, ocorrida na tarde de sábado (28), na zona rural do município. Até o momento, nenhuma pista do assassino.
O taxista foi morto com requintes de crueldade na entrada de uma fazenda a 600 metros da BR-367. José Eduardo foi atingido por diversos golpes de facão, principalmente na cabeça, quando desceu do carro para fechar a porteira.
O carro, bem como outros bens da vítima, não foram levados pelo bandido. Mesmo assim, a possibilidade de latrocínio (roubo seguido de morte) não é descartada, pois há indícios de que o motorista tenha reagido a um possível assalto. 
Taxista foi preso em 2008
Em 2008, José Eduardo se envolveu em um acidente na zona urbana de Eunápolis. O carro que ele dirigia atingiu uma moto, causando a morte do motociclista Adeilton Andrade Gomes, 32 anos. A mulher de Adeilton ficou em estado grave.

Na época, o taxista foi preso em flagrante por direção perigosa. Teste de bafômetro comprovou que ele estava alcoolizado. O taxista foi liberado para responder ao processo em liberdade depois de pagar fiança de R$ 1.500. A carteira de habilitação de José Eduardo chegou a fica retida.
O corpo de José Eduardo foi enterrado no fim da tarde de domingo, no Cemitério da Consolação, no bairro Pequi.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.