Header Ads

Polícia prende homem que matou vaqueiro com requintes de crueldade em Itanhém

Polícia prende homem que matou vaqueiro com requintes de crueldade em Itanhém 
Está preso na Delegacia da Polícia Civil de Itanhém, João Mário Santos de Oliveira, vulgo Petê, acusado de ter matado o vaqueiro Gilson Rodrigues da Silva Portugal, 45 anos, com golpes de facão. Ele estava escondido na residência do seu avô, na rua Nova Olinda, no bairro Monte Santo. O crime ocorreu na noite do dia 24 de dezembro, na fazenda Paulista, a 20 km da cidade de Itanhém, próximo ao distrito de Santa Rita do Planalto, mas o corpo só foi encontrado na manhã do dia seguinte. As polícias Militar e Civil estavam em perseguição do autor desde o primeiro momento que o corpo foi localizado sem o olho, a língua e a orelha. Na ocasião, o perito Manoel Garrido, explicou que só a perícia poderia identificar se os órgãos foram arrancados pelo autor ou por algum animal durante a noite. Petê chegou a ser visto no município de Itanhém, numa região conhecida por Aruanda, mas foragiu assim que percebeu a presença da polícia. Segundo o delegado Jorge Nascimento, titular de Itanhém, o crime está esclarecido e o homicida vai permanecer preso à disposição da Justiça. 
Por Edelvânio Pinheiro

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.