Header Ads

Greve na UESB continua até que o acordo seja assinado

Docentes aprovaram continuidade da greve até a assinatura do acordo com o governo
Docentes aprovaram continuidade da greve até a assinatura do acordo com o governo
Após intenso debate, a assembleia dos professores da UESB realizada nesta quinta-feira (30/07), decidiu por manter a greve até que o termo de acordo seja assinado e o de compromisso apresentado. De acordo com o termo de acordo, promoções, progressões e mudanças de regime de trabalho represadas serão implementadas em até 60 dias. Os recursos para os pagamentos não comprometerão outros direitos trabalhistas, a manutenção, ações do PPA, finalística de custeio e investimento das Universidades. 
Em até 60 dias o governo encaminhará para a Assembleia Legislativa o projeto de lei que revoga a lei 7176/97 e assegura a autonomia universitária conforme previsão do artigo 207 da Constituição Federal. A reunião com o governo para a assinatura do acordo está agendada para esta sexta-feira (31/) no turno da tarde. Em caso de algum tipo de mudança no conteúdo do acordo ou retirada da mesa de algum dos documentos, por parte do governo, a greve será mantida e uma nova assembleia da Adusb ocorrerá na terça-feira (04/08). 
É importante frisar que com o fim do movimento grevista, professores e professoras voltam a desenvolver suas atividades. Contudo, as aulas só retornam depois da deliberação do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão da UESB (CONSEPE) sobre o calendário acadêmico, cuja convocação é de responsabilidade da reitoria. 
A luta por mais recursos para as Universidades Estaduais da Bahia, permanência estudantil e pauta interna continua. Uma agenda de mobilização foi aprovada pela categoria para dar continuidade às reivindicações. As informações detalhadas sobre os encaminhamentos da assembleia serão publicadas em breve pela Adusb.


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.