Header Ads

Homicida: Foragido de Itamaraju é abordado e preso pela PRF de Teixeira de Freitas

Teixeira de Freitas: Na noite dessa quarta-feira, 10 de agosto, a Central de Polícia Militar foi acionada e informada de um homicídio, ocorrido no Bairro Jerusalém. Uma guarnição do PETO se deslocou até a Rua Beira Rio, no referido Bairro, onde, em uma esquina, encontraram o corpo da vítima caído, próximo a um bar. Os militares preservaram o local do crime e informou o caso à Polícia Civil. A delegada plantonista, Waldiza Fernandes, se deslocou até o local com sua equipe, onde realizou o levantamento cadavérico.

A vítima foi identificada como sendo o jovem, Samuel Peixoto Medeiros, vulgo "Samuca", 18 anos de idade, que reside na Rua Torta, mesmo bairro onde foi assassinado. A delegada solicitou perícia, e uma equipe do Departamento de Polícia Técnica, composta pelos peritos Paulo Libório e Everton dos Anjos, esteve no local, onde realizou perícia prévia no corpo e no local do crime. Durante os trabalhos, a perícia constatou que a vítima apresentava 04 ferimentos provocados por disparos de arma de fogo.
Como não foi encontrada nenhuma cápsula no local, os peritos acreditam que a arma usada no crime foi um revólver, possivelmente, calibre 38. Após os trabalhos periciais, a delegada autorizou remoção e o corpo foi encaminhado ao IML de Teixeira de Freitas, onde será necropsiado, na manhã desta quinta-feira (11), e, logo após, liberado aos familiares para velório e sepultamento. Segundo informações, a vítima tinha envolvimento com o tráfico de drogas. Essa será uma das linhas de investigação da polícia.

Durante a remoção do corpo, um dos familiares disse que é uma pena ele não ter ouvido os conselhos dados. No local, ninguém quis comentar o caso, e a Polícia não sabe até o momento se o atirador estava de carro ou moto. Uma sandália foi encontrada próxima ao corpo da vítima, dando a entender que outra pessoa poderia estar com a vítima. A delegada ouviu algumas pessoas, ainda no local, e instaurou inquérito policial para investigar autoria e motivação do crime. Qualquer informação acerca do caso poderá ser passada à Polícia através dos números 190 [Polícia Militar] ou 197 [Polícia Civil].
(Por: Rafael Vedra)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.