Header Ads

Maus-tratos: Cenas de animal sendo arrastado vivo em Guaratinga gera protestos, assista

O vídeo de um equino sendo arrastado vivo por um caminhão da limpeza pública de Guaratinga, ganhou repercussão estadual nesta quarta-feira, dia 17. A União de Entidades Protetoras dos Animais da Bahia (Unimais), que congrega 60 organizações, irá oferecer denúncia ao Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) contra a gestão municipal.

As imagens foram inicialmente divulgadas nas redes sociais nesta última terça-feira (16). O cavalo já estava debilitado na margem da rodovia. Segundo relatos de testemunhas no vídeo, o motorista decidiu amarrá-lo no caminhão para, depois, deixá-lo em um aterro sanitário.

Após o pedido de outros motoristas que passavam pelo local, o condutor do caminhão desamarrou e abandonou o animal, com vários ferimentos provocados pelo atrito com o asfalto.

As ONGs Patinha Solidária e Voz dos Bichos, que atuam na região, também foram acionadas pela Unimais. “Nossa rede vai levantar todos os dados que precisamos para acionar a Justiça. Isso não deve ser um caso isolado”, disse o presidente da Unimais, Carlão Ferrer.

O caso deve ser enquadrado na Lei 9.605/98, de Crimes Ambientais. A punição varia de três meses a um ano de detenção, além do pagamento de multa. No entanto, há a possibilidade de cumprir pena alternativa, que pode ser de trabalho voluntário em abrigos ou pagamento de cesta básica.

Por meio de nota, a Prefeitura de Guaratinga informou que “abriu uma sindicância administrativa para apurar o fato e que notificou a empresa”. Após a repercussão estadual a Secretaria de Meio Ambiente de Guaratinga alegou que resgatou o animal e providenciou cuidados veterinários. (Por Ronildo Brito)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.