Header Ads

Advogada é presa suspeita de atuar na quadrilha de Nicão

A relação entre a advogada Rebeca Cristine Gonçalves dos Santos e o seu cliente Claudomiro Santos Rocha Filho, o Nicão, vai muito além do banco dos réus. Segundo a polícia, além de defender o homem suspeito de envolvimento com o tráfico de drogas e ser autor de mais de 18 assassinatos em Salvador e Camaçari, Rebeca é a atual companheira de Nicão e atuava diretamente na organização criminosa comandada pelo namorado.

Investigadores do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (Draco) cumpriram um mandado de prisão preventiva contra a advogada na tarde desta terça-feira, 30, quando ela saía do Fórum Criminal de Sussuarana. A mulher não resistiu à detenção.

“Temos elementos suficientes de como essa quadrilha agia. Outros componentes dessa organização criminosa estão identificados e com mandados de prisão solicitados”, declarou o diretor do Draco, Jorge Figueiredo, acrescentando que um mandado de busca e apreensão foi cumprido na casa da advogada. Ela será indiciada por tráfico de drogas, associação ao tráfico e lavagem de dinheiro.

Nicão era o Sete de Copas do Baralho do Crime da Secretaria da Segurança Pública (SSP) e foi preso no último dia 13 no apartamento de Rebeca, em um condomínio de luxo na Avenida Paralela.

Promoveu chacina

Em outubro de 2010, Nicão, Ânderson Lopes dos Santos, o Da Jega, e um adolescente assassinaram quatro pessoas na Travessa São Judas Tadeu, na Boca do Rio, horas depois da morte de um comparsa deles. O crime foi motivado pelas disputas por pontos de tráfico.

Segundo informações da SSP, Nicão era procurado por homicídio e tráfico de drogas. Ele atua na Boca do Rio e também no município de Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador (RMS).

Após a prisão de Nicão, um dia após a divulgação do Baralho do Crime, seus rivais em Camaçari promoveram um ataque e mataram oito pessoas. A intenção era dominar o tráfico de drogas no bairro Nova Vitória. (Informações: A Tarde)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.