Header Ads

Polícia procura homem que fingia ser Neymar para ter vídeos íntimos de mulheres

A Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI) do Rio de Janeiro procura um homem que fingia ser o jogador Neymar para conseguir vídeos íntimos de mulheres. Segundo reportagem da Globo News, ele cobrava pagamento em dinheiro para não divulgar as imagens na internet.

De acordo com a delegada Daniela Terra, o autor do crime foi identificado como Carlos Antônio Rodrigues, 30 anos. Ele agia em uma lan house de uma cidade no interior de Minas Gerais. O acusado também administrava perfis falsos em redes sociais se passando por um fotógrafo da revista Playboy. Inicialmente, ele prometia uma vaga no reality show Big Brother Brasil em troca de R$ 600. “Paguei por uma vaga de Big Brother, porque ele falou: ‘Ah, eu tenho contato lá dentro'”, contou a vítima que denunciou o caso. Em seguida, o homem a apresentou ao falso Neymar, que convidou a mulher para uma festa em Barcelona.

Durante a conversa, ele cobrou R$ 350 para o passaporte e pediu vídeos íntimos dela. “No começo eu falei que não, fiquei um pouco de calcinha, sem sutiã, porque eu realmente achava que era ele. E, aí, a gente ficou meio deslumbrada, até (…) Aí, ficou fazendo várias chantagens, dizendo que a gente não tinha o dinheiro. E ele pressionava e tal”, relatou à Globo News.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.