Header Ads

Vice-prefeito eleito é preso por fraude que gerou prejuízo de R$ 3 milhões

Adriano Paca (PSD), vice-prefeito eleito de Malhada de Pedras, no Centro-Sul baiano, foi preso pela Polícia Federal na tarde desta segunda-feira (28). Com prisão preventiva decretada, Paca foi alvo da Operação Vigilante, deflagrada na última sexta-feira (25), mas estava foragido. Ele foi encaminhado para o presídio de Vitória da Conquista.

A operação investiga fraudes em licitações dos contratos de transporte escolar de Malhada de Pedras. A mesma empresa sempre vencia as licitações do município, tendo recebido ao todo R$ 6 milhões da administração pública. A PF estima que, desse montante, R$ 3 milhões foram desviados pela quadrilha.

Além de Adriano Paca, o prefeito atual, Valdecir Alves Bezerra, o Ceará (PT), já havia sido preso. O ex-prefeito, Ramon Santos (PP); sua esposa e prefeita eleita, Terezinha Baleeiro (PP); o vice-prefeito, Paulo César Paca (PRB), irmão do vice eleito; Servidores da Secretaria de Transportes do municípios e empresários – um deles irmão dos vice-prefeitos – também estão sendo investigados. (Da redação TN)


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.