Header Ads

Nova Viçosa: A capoeira e sua influência no Dia da Consciência Negra em Helvécia

O quilombo de Helvécia, no município de Nova Viçosa, através da Associação Quilombola de Helvécia encerrou neste domingo toda a programação das comemorações ao Dia da Consciência Negra, celebrado neste último domingo (20/11), com muito samba de roda, maculelê e capoeira.

As diversas manifestações culturais em Helvécia, o mais famoso quilombo do estado da Bahia, relembraram a morte do líder quilombola Zumbi dos Palmares, há mais de 300 anos, bem como as conquistas alcançadas pelo movimento negro no País. Ainda comemorando o mês da Consciência Negra foi realizada durante estes dias, ações de apresentações de capoeira nas escolas de todo município com programação de encerramento no quilombo de Helvécia.


A programação contou com desfiles de grupos culturais da comunidade, além de outros grupos como os de danças e do Bate-Barriga. Comidas típicas e outras atrações foram preparadas para a comunidade. “A Consciência Negra é hoje uma das celebrações mais importantes para nossa comunidade. É um marco da garra e das conquistas do nosso povo”, explica Danilon Luiz Francisco, presidente da Associação Quilombola de Helvécia.

“As ações da Associação Quilombola de Helvécia, além de garantir o relacionamento junto às comunidades quilombolas da área de influência direta do projeto desenvolvido a partir do distrito de Helvécia, contribuem para afirmação cultural, autoestima e fortalecimento das práticas, saberes e fazeres tradicionais das comunidades quilombolas de Nova Viçosa”, afirma.

Em Helvécia a Escola de Capoeira Art Bahia com o Projeto Arte em Ação realiza seu tradicional Encontro de Capoeira comemorando seus 22 anos de resistência com a presença de vários mestres de capoeira da região e ex-alunos que alcançaram grandes vôos. Em parceria com a Associação Quilombola de Helvécia e com a Fundação Mamãe África de Caravelas e com apoio da Fibria, Votoratin e Prefeitura Municipal de Nova Viçosa, o projeto tem conseguido mostrar seu valor cultural e viajado o Brasil promovendo a cultura regional.
O projeto é ministrado pelo educador físico Reginaldo Cecílio, o “Mestre Regi” que ainda promove nas escolas como parte da programação da semana da consciência negra, batizados infantis e arrastão pelas ruas, além de uma outra extensa programação folclórica que mostra a rica e bela cultura negra de Helvécia. Neste domingo o Mestre Regi recebeu em Helvécia para o encerramento das festividades da Semana da Consciência Negra, a participação de festejados mestres de capoeira, dentre eles: Nelsinho (Nanuque-MG); Alegria (Alcobaça); Dedinho (Rio de Janeiro); entre outros.
Para a bióloga Carina dos Santos Borborema, titular do Conselho de Curadores da Fundação Mamãe África de Caravelas, o papel da instituição é reconhecer e valorizar as iniciativas e manifestações culturais em prol da diversidade e apoiar a participação das comunidades quilombolas da região e todas as suas diversidades culturais, incentivando, participando e influenciando diretamente no desenvolvimento cultural, educacional e artístico destas comunidades. Além disso, destaca Carina Borborema, a entidade tem como objetivo chamar a atenção da população para os direitos da população negra e o enfrentamento ao racismo e, para a valorização da sua bela cultural e da sua influência artística. (Da redação TN).


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.