Header Ads

Governo recebe mulheres de PMs no palácio da Fonte Grande, após três horas de reunião, não houve acordo

Reunião entre Governo e manifestantes acontece no palácio da Fonte Grande, no Centro de Vitória  Foto: Kaique Dias
As mulheres e familiares de policiais militares se reuniram na noite desta quarta-feira (8) no Palácio da Fonte Grande, no Centro de Vitória. Elas foram recebidas por representantes do governo estadual. A pedido das manifestantes, a imprensa foi proibida de acompanhar a reunião, que poderia decidir pelo fim da greve da Polícia Militar no Estado, caso as partes entrassem em um acordo. O que não aconteceu.

Após três horas de reunião, as manifestantes saíram do prédio afirmando que não houve acordo com o governo. Segundo elas, uma proposta foi apresentada, mas os representantes do Estado não deram contraproposta.

As mulheres, no entanto, não quiseram revelar o que foi pedido exatamente. Elas afirmaram apenas que não vão abrir mão da anistia para os policiais militares que estão parados desde o sábado.

Uma outra reunião foi agendada para as 14 horas de quinta-feira (9) onde o Governo deve dizer se aceita ou não os termos apresentados pelas mulheres dos PMs.

Da parte do governo, estavam presentes na reunião o secretário de Direitos Humanos, Júlio Pompeu, o secretário de Controle e Transparência, Eugênio Coutinho, e o secretário da Casa Civil, José Carlos da Fonseca Junior.

Na terça-feira (07), houve uma outra reunião de mais de cinco horas entre membros do movimentos e deputados estaduais, mas também não houve acordo.

Familiares de PMs estão bloqueando a porta dos batalhões para impedir a saída dos militares desde a última sexta-feira (03). Desde então, uma onda de assaltos, furtos e homicídios tomou conta das cidades capixabas. O Espírito Santo já registrou mais de 90 mortes violentas desde que a manifestação começou, segundo o Sindicato dos Policiais Civis. (Com informações de Kaique Dias, da CBN)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.