Header Ads

Governo volta fechar plantões nos fins de semana na Polícia Civil de Itamaraju

Uma nova medida do delegado geral da Polícia Civil da Bahia coloca algumas cidades em situação delicada. O exemplo é Itamaraju, a 4ª maior cidade e o maior território do extremo sul da Bahia com 67 mil habitantes e sediada numa fronteira com os municípios de Prado, Porto Seguro e Itabela e, que absorve uma enorme demanda no registro de ocorrências policiais, especialmente nos finais de semana.

Uma decisão esta semana da Secretaria de Segurança Pública da Bahia e despachada por meio de portaria para os municípios baianos pelo delegado Ricardo Esteves Brito Costa, diretor geral do DEPIN – Departamento de Polícia do Interior, determina que a partir de agora todas as delegacias da Bahia com quadro funcional administrativo só funcione em horário comercial e encerre atendimento ao público às 18h, sendo que nos sábados e domingos, somente a unidade regional com plantão 24h poderá registrar ocorrências, receber presos em flagrante e promover procedimentos de instauração.

Neste caso a cidade de Itamaraju, a segunda maior da circunscrição da 8ª Coordenadoria Regional da Polícia Civil voltará a passar pela mesma situação de alguns meses atrás, tendo seus autos dos finais de semana lavrados e apresentados em Teixeira de Freitas. E em caso de ocorrência no final de semana, os registros só serão produzidos na segunda-feira pela manhã, caso o usuário não queira se deslocar até Teixeira de Freitas.

A delegada-chefe da 8ª Coordenadoria Regional da Polícia Civil em Teixeira de Freitas, Valéria Fonseca Chaves, disse que a medida da Secretaria de Segurança Pública do Estado, foi resguardando a segurança da própria população e dos poucos servidores existentes nestas delegacias territoriais, até que o governo realize a nomeação de policiais suficientes para estas unidades e restaure os seus devidos plantões noturnos e de finais de semana.

E mesmo sabendo da importância econômica e populacional de Itamaraju, que é o município detentor do segundo maior pleito na segurança pública nos finais de semana, explica que uma solução está sendo estudada para que a delegada titular Rosângela Santos e o delegado adjunto Bernardo Pacheco, sejam devidamente munidos de servidores operacionais para que atendam a demanda de Itamaraju sem maiores prejuízos para a população. E, acredita que já em março, após as festas carnavalescas, este desfalque de pessoal possa se resolver por parte do Estado e os seus plantões sejam restabelecidos.

(Por Athylla Borborema).

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.