Header Ads

Policial civil que teve dois filhos mortos em chacina é de Itabuna; caminhonete usada pelos criminosos era roubada

No fim da manhã desta segunda-feira, dia 6 de fevereiro, o Departamento de Polícia Técnica de Porto Seguro (DPT), divulgou os nomes dos oito jovens mortos durante uma chacina ocorrida na noite do dia anterior, durante uma festa que acontecia numa casa no Bairro Porto Alegre I, em Porto Seguro.

Entre os mortos, estão os irmãos Vitor Cláudio Nascimento Bispo e Caio Lancaster Nascimento Bispo, filhos do policial civil Cláudio Bispo dos Santos. Eles eram de Itabuna e estavam morando em Porto seguro desde o ano 2000, onde o pai deles trabalhava.

As outras vítimas fatais foram identificadas como Leandro de Jesus Feitosa e Gabriel de Jesus Feitosa, que também eram irmãos, além de Felipe Ricardo Lopes Borges, Igor Lélis dos Santos, Gabriel Lobo e o Cabo da Aeronáutica, Vinícius Bispo Santos.
O delegado Moisés Damasceno, que assumiu recentemente o comando da 23ª Coorpin, com sede em Eunápolis, mas que possui base de atuação em toda a Costa do Descobrimento, está em Porto Seguro, acompanhando de perto as investigações.

Segundo Damasceno, os criminosos chegaram em uma Ranger, de cor vermelha, veículo roubado e que foi abandonado logo depois da chacina, vestindo roupas pretas camufladas e com toucas cobrindo o rosto e se identificaram como sendo policias.
Não ação os pistoleiros armados de fuzil, metralhadora e pistolas, teriam colocado os homens todos deitados separados das mulheres e logo depois começaram a atirar.

Dois rapazes que se esconderam no banheiro conseguiram escapar. Testemunhas ouvidas pela Polícia Civil na manhã desta segunda-feira (6), informaram que os bandidos disseram, que ninguém era “santinho” e por isso iam morrer.

A caminhonete usada no crime foi roubada duas horas antes no bairro Sapoti e acabou encontrada abandonada na manhã desta segunda-feira, dia 6, no Ubaldinão, periferia de Porto Seguro. (Da redação TN)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.