Header Ads

Justiça baiana condena o 'Tarado da Paralela' a 83 anos e seis meses em regime fechado

Gessé foi condenado por 11 crimes cometidos em 2009, pelo menos, oito mulheres
(Foto: Almiro Lopes/Arquivo CORREIO)
Gessé Silva dos Santos, conhecido como o “Tarado da Paralela”, foi condenado no último dia 27 de março a 83 anos e seis meses de prisão em regime fechado, além de pagamento de 1.859 dias-multa (fixada em 1/30 do salário mínimo vigente por dia) e pagamento das custas do processo por 11 crimes de estupro, roubo, extorsão qualificada e atentado violento ao pudor.

A sentença foi dada pelo juiz Anderson de Souza Bastos, da 4ª Vara Crime de Salvador. Os crimes ocorreram entre junho e novembro de 2009, quando Gessé tinha 24 anos. Ele foi condenado pelo ataque a pelo menos oito mulheres.

Elas eram abordadas ao sair de faculdade ou do trabalho e, em seguida, roubadas, extorquidas e violentadas. As abordagens foram feitas na Avenida Dom João VI (Brotas), na Bonocô, Princesa Isabel (Barra) e, principalmente, na Avenida Luis Viana Filho, a Paralela.

Na sentença, o juiz destaca que Gessé teve com motivos para os crimes “a satisfação da lascívia e o aumento patrimonial”. Ele acrescenta ainda que, em um dos crimes, “o acusado fez a vítima acreditar que deixá-la viva, em troca do sexo, seria um favor que o mesmo estava prestando”.

Gessé também foi acusado de matar uma menina de 13 anos, também em 2009, em Porto Sauípe, no Litoral Norte da Bahia. (Por G1/BA)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.