Header Ads

Como gastar o dinheiro da prefeitura de Itamaraju na Bolívia…

                             Ei Povos!!!
O FURDUNÇO resolveu falar de um caso específico essa semana, mas estamos analisando a possibilidade de também publicarmos as rapidinhas na próxima quinta-feira. Vamos ao a$$unto que é melhor que Telexfree ou qualquer outro esquema de pirâmide!

O enfermeiro Charliesson Martins Vieira, conhecido como “Théo”, consegue segundo blog PhotoJornalismo, a façanha de receber mensalmente da prefeitura de Itamaraju, uma quantia equivalente a R$ 3.600,00 sem fazer absolutamente nada.

“Theo” que é filho do secretário de Obras, Toninho Tonimaq, sequer mora no município itamarajuense, atualmente ele reside em Santa Cruz de La Sierra na Bolívia, onde estuda medicina.

Além do fato “Theo” criticar com frequência atos de corrupção no Brasil em suas redes sociais, nós do FURDUNÇO, ficamos nos perguntando sobre o câmbio da Bolívia. Como será que o suposto funcionário fantasma administra os R$ 3.600,00 em La Sierra?
Bom, para saber sobre isso primeiro é preciso conhecer a moeda de lá. O Boliviano (Bs) ou (BOB) é dividido em 100 centavos e de acordo como último câmbio, 1 BOB equivale a R$ 0,45.
Lidar com dinheiro na Bolívia é estressante, como em muitos países, as pessoas na Bolívia têm problema em dar troco. A maior nota boliviana em circulação é a de B$ 100, equivalente à R$ 32. O preço dos produtos é outro complicador, os bolivianos costumam aumentar o preço na hora da compra de acordo a “cara” do cliente.
O lado positivo é que tudo na Bolívia é super barato. Uma viagem de trem de dez horas custa R$ 35 ou uma suíte de hotel pode siar por apenas R$ 20. Com a último reajuste feito pelo governo, o salário mínimo do país saltou para B$ 2.000, algo em torno de R$ 900.

Desta forma, “Theo” ganharia da prefeitura de Itamaraju, o equivalente a quase quatro salários bolivianos, já que R$ 3.600,00 corresponde a B$ 7.996,28. Nada mal hein!
(O FURDUNÇO)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.