Header Ads

E pode?: Presa liga para Programa do Bocão e faz cobranças ao vivo


No início da tarde desta segunda-feira, dia 22 de maio, um fato inusitado chamou a atenção dos ouvintes do Programa do Bocão, apresentado diariamente na Rede Sul Bahia de Comunicação.

Uma detenta da Ala Feminina do Conjunto Penal de Teixeira de Freitas (CPTF), afirmando fazer uso de um orelhão [telefone público], ligou para o jornalístico e fez cobranças ao vivo sobre a falta de remédios, colchões e assistência à saúde das presas. “Aqui tem médico, mas não adianta nada, pois não existe remédio. Aqui tem colegas com febre, grávidas, com tosse e ninguém faz nada. Quero tirar a p*** da minha pena, mas com dignidade”, disse.

Até o fim da tarde a direção da prisão não havia informado se existe esse telefone público à disposição das presas da unidade. Quando falava ao vivo com o radialista Lucas Bocão, que é também é vice-prefeito de Teixeira de Freitas, era possível ouvir os reclames de outras detentas, evidenciando que o sistema de comunicação estava próximo deles. 

(Da redação TN)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.