Header Ads

Filha do prefeito: MPE abre inquérito civil para apurar nepotismo na Prefeitura de Caravelas

Já consta no site do Ministério Público Estadual (http://sicop.sistemas.mpba.mp.br), os dados para consulta do Inquérito Civil nº 061.9.75353/2017, proposto pela 1ª Promotoria de Justiça da comarca de Caravelas, contra Sílvio Ramalho e Marina Ramalho Santos Silva, pai e filha e que exercem os cargos de prefeito e secretária municipal de Saúde, respectivamente.

O inquérito é para apurar denúncia de nepotismo, já que Ramalho, através do decreto 124/2017, exonerou Genaldo Barbosa Vieira, do cargo de secretário municipal de Saúde e no dia 3 de abril, publicou o decreto 130/2017, nomeando a própria filha, Marina Ramalho Santos Silva, como a nova titular da pasta.

O Inquérito Civil de número 910004, de autoria do promotor Kerginaldo Reis de Melo, foi proposto no último dia 12 de abril, nove dias após a nomeação de Marina Ramalho para o cargo de Secretária Municipal de Saúde de Caravelas. Além de Marina, de acordo com decretos publicados no Diário Oficial do Município (DOM), desde o início deste ano de 2017, existem outros parentes de Sílvio Ramalho exercendo cargos de confiança em Caravelas, principalmente sobrinhos. A esposa e o filho de Sílvio Ramalho também exerceriam grande influência na administração municipal.

Nessa mesma página de consultas do Ministério Público Estadual (MPE), dados que podem ser levantados apenas com a inserção do nome da pessoa, constam pelo menos outros oito procedimentos adotados envolvendo Sílvio Ramalho, entre Notícias de Fatos, Representação Criminal/Notícia de Crime, Ação Popular, Ação de Investigação Judicial Eleitoral e Termo Circunstanciado, além do recente Inquérito Civil. Esses processos foram propostas nas comarcas de Salvador, Mucuri, Prado, Guaratinga e Caravelas.

A Notícia de Fato 910002, com número IDEA de consulta 003.0.181350/2014, que teve como proponente/subscritor o juiz Leonardo Santos Vieira Coelho, foi apresentada ao GAECO – Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas e de Investigações Criminais, em Salvador. (Por Ronildo Brito – MTb-0342-BA)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.