Header Ads

"Nois comia as orelhas dos rivais fritas com conhaque" diz acusado apreendido pela 8ª COORPIN

Teixeira de Freitas: O Núcleo de Homicídio e Tráfico (NHT) da 8ª COORPIN, que nos últimos meses vem alcançando números históricos a nível de Brasil, onde vem elucidando diversos homicídios e colocando atrás das grades e indiciando autores e partícipes, após apreensão de um adolescente por policiais do PETO, realizou trabalhos de campo e descobriram a participação do adolescente em diversos crimes ocorridos na cidade, e a uma confissão assustadora, onde durante oitiva, o jovem disse que vítimas que tiveram a orelha cortada, foram alvos de uma quadrilha, que durante reunião comiam as partes arrancadas das vítimas.

Coordenado pela delegada Valéria Chaves, o delegado Manoel Andreetta e os delegados Bruno Ferrari e Ricardo Amaral, descobriram que o adolescente participou do homicídio ocorrido no dia 24 de novembro de 2016, que vitimou Maurício Souza dos Santos, sendo os autores já identificados como Lucas Ferreira, o “Luquinhas”; Leandro Poluceno Fernandes, o “Bagre” e o adolescente apreendido e apresentado. O crime ainda teve como partícipes, os indivíduos José Alan Silva Lima; Rivandeck Correia Pereira; Rodrigo Carvalho dos Santos, o “Caçador” e Marcelo Braz Costa, o “Babão”.
Segundo a polícia, essas informações foram divulgadas quando o indivíduo Marcelo, o “Babão”, foi preso. Através de trabalhos liderados pelo investigador Sérgio Adriano, foi descoberto que a motivação do crime foi o tráfico de drogas. Segundo informações da Polícia Civil, o adolescente confirmou que na morte de Maurício foram usados 02 revólveres e 01 espingarda calibre 12, arma que foi encontrada pela Polícia Civil nesta terça-feira (02), enterrada em um terreno baldio. O adolescente ainda disse ao delegado que o bando criminoso arrancou a orelha da vítima e a comeu.

"Nois comia as orelhas dos rivais. A gente fritava e comia com conhaque". Além do crime de Maurício, a Polícia Civil acredita que a quadrilha tenha comido outras orelhas, inclusive a do idoso que era carroceiro, morto no final deste mês de abril. Com os trabalhos realizados, o Núcleo de Homicídio e Tráfico chega a um ponto importantíssimo, onde identifica um bando rival atuante nos Bairros que até então tinha as ações criminosas comandadas por velhos conhecidos da Polícia, que travam uma disputa por esse controle, principalmente a do tráfico de drogas.
O adolescente será indiciado pelo crime, e ainda será ouvido acerca de outras mortes, onde ele e os comparsas são apontados como autores. Inclusive a morte da adolescente Daniele Fernandes Santos, morta com tiros de espingarda calibre 12, às margens do Rio Itanhém, próximo ao Clube Floresta, crime ocorrido no dia 09 de julho de 2016. A arma apreendida foi reconhecida pelo adolescente como a usada pela quadrilha, e a arma foi encaminhada ao DPT para exames físico-descritivo e microcomparação balística. Durante esta semana o delegado Andreetta garantiu que irá trabalhar acerca dos crimes praticados com arma desse calibre.

O delegado, que trabalhou durante todo o sábado e domingo, vem contribuindo para os expressivos números alcançados pela Polícia Civil.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.