Header Ads

Vídeo mostrando fila para atendimento odontológico em Itamaraju viraliza nas redes sociais


Um vídeo postado na página do grupo Fiscaliza Itamaraju mostrando uma enorme fila em busca de atendimento odontológico se transformou em um verdadeiro fenômeno de visualizações no Facebook. A postagem expõe mais uma vez a decadência do sistema público de saúde na cidade que governada pelo médico Marcelo Angênica (PSDB) que prometeu em campanha mudar essa triste realidade.

Até a noite desta segunda-feira o vídeo com as imagens do abandono da saúde já havia alcançado mais de 16 mil pessoas em apenas 4 dias, o que atesta a incapacidade da secretario de Saúde Elan Wagner em sanar as questões do setor pelo qual é responsável. Segundo os moradores mesmo aguardando a toda noite na fila, somente 15 pessoas seriam atendidas, as demais ficariam na mão.

E para provar que a miséria é mesmo o retrato da atual gestão municipal de Itamaraju, que em poucos meses conseguiu superar a rejeição do ex-prefeito Pedro da Campineira e sua primeira ministra Lucilene Curvelo, mais um vídeo foi divulgado. Desta vez um morador do bairro Marotinho mostra a situação em que se encontra o Posto de Saúde do bairro cuja obra encontra-se paralisada. As imagens mostram muito mato e total abandono. Na gravação o cidadão indignado ameaça realizar protestos caso o gestor municipal não resolva o problema. “Se o senhor não tomar providência vamos começar a fechar a prefeitura, câmara de vereadores que não tá servindo pra nada mesmo”, ameaça.


FARMÁCIAS FECHADAS E IRREGULARIDADES NA COMPRA DE RAIO X
O Fiscaliza também denunciou irregularidades na aquisição de aparelho de raio-x que teria sido adquirido por 238 mil, mas que estaria orçado em valor 100 mil a menos lesando assim aos cofres públicos. Após denúncia protocolada no Ministério Publico estadual (MPE) o secretário de Saúde Elan Wagner concedeu uma entrevista a uma emissora de rádio atribuindo o fato a um “erro” na aquisição de aparelho. O equipamento no valor correto só será substituído em dois meses até lá clínicas particulares faturam alto com a terceirização do serviço. 

Outra medida que tem afetado demais a população carente foi o anúncio do fechamento de farmácias que fornecem medicamentos gratuitamente. Segundo informou secretário Elan Vagner, várias farmácias básicas só devem voltar a abrir suas portas ano que vem fazendo com que centenas de cidadãos fiquem desamparados. A falta de medicamento nessas unidades teria motivado o fechamento. (Por Redação)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.