Header Ads

CAEMA aborda "mulheres do tráfico" com maconha: Elas foram flagranteada por tráfico de drogas.

Teixeira de Freitas: Na noite desta sexta-feira, 10 de novembro, policiais da CIPE/MA (CAEMA) realizavam rondas ostensivas pela imediações do Terminal Rodoviário, quando avistaram 02 jovens na carona de 02 mototaxistas. Ao notarem a presença da guarnição da CAEMA, as jovens demonstraram certo nervosismo, e por isso uma das jovens foi abordada. A suspeita era uma adolescente de 16 anos de idade, que foi apreendida no último dia 19 de outubro em uma ação da RONDESP e do PETO. Durante revista na bolsa da jovem, os policiais encontraram 01 porção de maconha e 01 papelote de cocaína.

Questionada sobre o motivo do nervosismo, a jovem entrou em contradição e diante dos fatos, os militares saíram em diligência e localizaram a segunda suspeita. Trata-se de Cleidiane Santos de Jesus, 22 anos de idade. Cleidiane é companheira de Ozeais Ponte Santos, que cumpre pena no Conjunto Penal de Teixeira de Freitas. Documentos de Cleidiane, juntamente com uma carteira de visita ao interno do CPTF, foram apreendidos no dia 19. Questionada sobre a existência de drogas, a suspeita relatou que estariam escondidas na área da Grendene.
Os homens da CAEMA saíram em diligências até a área de ocupação da Grendene, onde após buscas foram encontradas diversas porções menores de "maconha" e 01 barra pesando aproximadamente 600 gramas. Diante dos fatos, Cleidiane recebeu voz de prisão e a menor foi apreendida e juntamente com as drogas, 02 celulares e a quantia de R$ 48,00 (quarenta e oito reais) foram conduzidas à sede da Delegacia Territorial de Teixeira de Freitas onde o caso foi registrado e apresentado à delegada Maria Luíza. Na delegacia, foi identificada que a menor era esposa de Valdenir Santos Gomes, 33 anos de idade, e após oitiva, elas foram flagranteada por tráfico de drogas.

A delegada ouviu os policiais da CAEMA e durante toda noite, ouviu as suspeitas. Segundo a delegada Maria Luíza, Cleidiane e a menor foram flagranteadas por tráfico de drogas (artigo 33). A maior segue e a menor seguem custodiadas na carceragem da Delegacia Territorial. A maior, após sere apresentada na Audiência de Custódia, deverá ser transferida para a Ala Feminina do CPTF. A menor será apresentada ao Ministério Público para as devidas providências.

PHOTO JORNALISMO / Com informações de Rafael Vedra

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.