Header Ads

Homicídio de líder comunitário no Bairro Caminho do Mar está elucidado diz 8ª COORPIN

Teixeira de Freitas: A Polícia Civil (8ª COORPIN), sob a liderança do delegado titular, Manoel Andreetta, concluiu as investigações envolvendo o homicídio consumado de José Josefh, mais conhecido na comunidade como "Zé Regaço", na época com 52 anos de idade, fato ocorrido na manhã do dia 15 de outubro de 2015, em frente à residência da vítima, localizada na Rua Santa Teresa, n.º 13, no Bairro Caminho do Mar. Segundo as investigações preliminares desenvolvidas pela 8ª COORPIN, na época, comandada pela delegada, Waldiza Fernandes, a vítima encontrava-se no interior de sua residência, quando dois indivíduos em uma motocicleta se aproximaram, pararam o veículo e chamaram pela vítima do lado de fora da casa.

No momento em que a vítima saiu para atender a porta, foi surpreendida pela ação dos indivíduos, quando o carona sem qualquer aviso, sacou uma arma de fogo tipo revolver e efetuou 06 (seis) disparos contra a vítima, deixando o local sem deixar pistas. Vale frisar que o José Josefh foi atingido por dois disparos na cabeça, dois no pescoço, um no peito e um no braço, chegando a ser socorrido por vizinhos e encaminhado ao HMTF, local onde veio a falecer em decorrência dos ferimentos. Após emitir as guias periciais e tomar as providências preliminares, a delegada encaminhou o caso para a Delegacia Territorial, onde a equipe do delegado Andreetta prosseguiu com as investigações.

Segundo o delegado titular, a vítima (José Josefh) era uma pessoa respeitada e querida na Comunidade, uma espécie de líder comunitário, não havendo indícios de qualquer envolvimento dele com atividades ilícitas naquele local, fato que vinha dificultando as investigações policiais, principalmente quanto à motivação do crime. Não obstante, com a continuidade e o desenvolvimento dos trabalhos, a equipe do S.I. logrou êxito em identificar os autores do crime. Trata-se de um adolescente infrator, que conduziu a motocicleta, e a pessoa de Luzenilton Silva dos Santos, o "Xexenéu", que estava de carona e efetuou os disparos, que levaram a vítima à morte.
Ainda segundo as investigações, foi apurado que o crime ocorreu porque a vítima denunciou a "boca de fumo" ou seja, o ponto de venda e distribuição de drogas pertencente ao traficante Luzenilton, o "Xexenéu", que ficava próximo a casa da vítima, na esquina. Por conseguinte, apurou-se também que, por causa das denúncias feitas pela vítima, a Polícia Militar esteve no local e "estourou" a "boca de fumo" de Xexenéu, fato que chegou ao conhecimento do traficante, sendo este o motivo do crime. As investigações prosseguem, pois, há indícios de que o traficante Luzenilton pertence a um grupo maior de traficantes, atuantes nos Bairros Caminho do Mar I, II e Nova.

Há suspeita de que ele esteja envolvido na prática de outros crimes de homicídio na região. O procedimento encontra-se em fase de conclusão e o delegado Andreetta encaminhou o procedimento para a delegada adjunta, Rina Andrade, que encaminhará os autos ao Ministério Público e ao Judiciário para as devidas providências.

PHOTO JORNALISMO / Com informações de  Edvaldo Alves

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.