Header Ads

Presa em Mucuri mulher acusada de participar da morte de taxista no sul da Bahia; marido dela morreu em confronto

=
Na tarde deste último sábado, cia 16 de dezembro, a Companhia Independente de Policiamento Especializado da Mata Atlântica (CIPE-MA), recebeu denúncia anônima informando que os criminosos responsáveis pela morte do taxista Alex Cruz Ferreira, estavam escondidos na cidade de Mucuri. A denúncia também dava conta de uma residência utilizada como esconderijo e que um dos homicidas, estava utilizando uma motocicleta, inclusive seguia para a saída da cidade.

Em posse da informação uma guarnição montou uma barreira policial e deu voz de parada ao condutor da motocicleta, apontada na denúncia, mas esse não atendeu a ordem e passou a realizar disparos com arma de fogo contra os policiais. O acusado, segundo os militares, só cessou a resistência apenas quando foi atingido. Socorrido ao Hospital Municipal de Mucuri, foi identificado como Alysson de Souza Vinhas, de 24 anos, que não resistiu ao ferimento e morreu
Alysson de Souza Vinhas, de 24 anos, morreu em confronto
Outra equipe da CIPE-Mata Atlântica realizou a prisão de Ina Rocha dos Santos, de 21 anos, esposa de Alysson e que segundo da polícia também teria participado do roubo e da morte do taxista. No local da prisão foram encontradas drogas e alguns pertences da vítima. Ainda em Mucuri, pouco tempo depois da prisão de Ina, foi preso o irmão dela, Emanoel Jesus Rocha Souza, de 21 anos de idade, que tem passagem por tráfico na cidade de Porto Seguro.

Morte do taxista


Na quinta-feira (14), o casal contratou o taxista para uma viagem da cidade de Camacã para Canavieira, cidades do sul da Bahia, sendo que o corpo da vítima foi encontrado antes da cidade do destino, com vários tiros a queima roupa e sinais de tortura.

Com Alysson foi apreendido um revólver calibre 32, com quatro munições deflagradas e duas intactas. Alysson e Ina possuem vários registros criminais, por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo. A dupla agiria desde 2011, quando Ina ainda era menor.

O caso foi registrado na sede da 8ª Coorpin, onde a acusada foi apresentada. Após concluído o procedimento na Polícia Civil, Ina Rocha dos Santos, de 21 anos, será mandada à ala feminina do Conjunto Penal de Teixeira de Freitas (CPTF), onde a mesma deve permanecer à disposição da Justiça. 

PHOTO JORNALISMO / Com informações de Ronildo Brito

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.