Header Ads

6ª edição do Festival de Violeiros acontece em 19 de maio no Território e Petiscaria


6ª edição do Festival de Violeiros acontece em 19 de maio no Território e Petiscaria

A 6ª edição do Festival de Violeiros acontece em 19 de maio no Território e Petiscaria, a partir das 19h, e terá a participação de Tony Show, Lucas Costa, Primo e Sobrinho, Iris Marques, Dito Show, uma noite instrumental que reunirá violeiros da cidade, da região e outros estados, uma noite memorável para a música raiz com a integração de amigos violeiros, amantes da viola cujo resultado será a boa música caipira.

Lázaro Braga Reis, um dos organizadores do evento, disse: “há 08 anos tivemos a boa sorte de conhecer um pouco mais da música sertaneja raiz, foi quando surgiu a oportunidade de fazer o 1º Encontro de Violas e Violeiros, que, na grande realidade, foi o aniversário da dupla Primo e Sobrinho. Primo estava completando 50 anos de carreira musical, então veio a proposta de se realizar esse grande evento para lembramos de nossos pais, dos nossos antepassados, eram eles que gostavam da música sertaneja, que é a verdadeira raiz, então, para que essa tradição não se acabe, a gente procura, uma vez por ano, reunir os amigos e fazer esse evento, com a cara e a coragem, e esse ano estamos trazendo Serginho, com grande conhecimento nesta área”.

Na oportunidade, Lázaro comentou sobre a falta de apoio. “Os parceiros que nos deveriam ajudar nesse berço cultural de nossa cidade não temos, mas, o nosso evento vai acontecer nesse próximo sábado, dia, 19 de maio, no Território e Petiscaria na rua Sagrada Família 447, bairro Bela Vista, a partir das 19h, e terá a participação de Tony Show, Lucas Costa, Primo e Sobrinho, Iris Marques, Dito Show”.

Interessados em saber mais, entrar em contato com Lázaro, (73) 9 9943-6980; Serginho Boa Pessoa, (73) 9 9992-7093; Loura da rádio, (73) 9 9994-2790.“A proposta é resgatar o ancião da música sertaneja e dar oportunidade aos que estão surgindo”, disse Serginho. Foto: Arquivo Pessoal

O grande violeiro Serginho Boa Pessoa falou que a música sertaneja raiz “é a coisa mais importante de minha vida, sem ela não existiria melodia, sem ela não existiria o poeta, sem ela, não existiria esse encanto, porque alguém canta e encanta. Milito na música sertaneja raiz há mais de 30 anos, já ouço a música sertaneja há mais de 50 anos, fico bastante à vontade para falar, e feliz por ter sido convidado pelo Lázaro Reis para fazer parte desse projeto lindo, maravilhoso”.

Segundo Serginho, “com o passar do tempo, a gente dividir para o ouvinte, para as pessoas que estão chegando na música sertaneja agora, o que é moda de viola, o que é música sertaneja raiz, existe divisões, e todo mundo acha que quando está se tocando uma viola é moda de viola e, na verdade, não é, existem algumas divisões de gêneros musicais, que têm seus nomes e seus estilos”.

E explica: “Temos uma proposta de resgatar esse gênero em nossa região que há muito se perdeu no país, houve uma mudança, a gravadora hoje praticamente só trabalha se vender, se o mercado não aceitar, ela não tem a tradição, existe um custo muito alto, até porque não existe mais patrocinador, até mesmo para os grandes eventos que estão na mídia nacional, imagina para um encontro nessa proporção?! Então temos um esforço em bancar, o propósito é trazer esses cantores sertanejos que estão adormecidos sem espaço para cantar, e, apesar de muito pouco, tem surgido garotos tocando viola, e tocando bem, mas, não têm onde se apresentar, não está tendo a oportunidade pra mostrar o seu talento. E esse 6º Encontro de Violeiros veio com esse objetivo, onde será apresentado com programa de auditório, onde o artista terá a oportunidade de cantar, falar sua história, e até mesmo atender o pedido do público, a proposta é resgatar o ancião da música sertaneja e dar oportunidade aos que estão surgindo”, finalizou Serginho.


Photo Jornalismo/Por: Lenio Cidreira

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.