Header Ads

Teixeira de Freitas já registrou duas mortes por Aids em 2018


Segundo dados da Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab), Ilhéus com 8 e Camacan com 3, são as cidades recordistas em números de mortes causadas pela Aids nos primeiros meses de 2018. As duas só perdem em óbitos pela doença para Salvador, que já registrou 26 mortes. Itabuna, segundo a Sesab, contabiliza dois óbitos.

Na região extremo sul o município de Teixeira de Freitas aparece com dois óbitos, enquanto Belmonte e Porto Seguro contabilizaram uma morte cada. A Bahia, como um todo, registra 56 mortes por Aids em 2018. O número de notificações da doença também continua alto, em 1.098, sendo 555 em Salvador, 90 em feira de Santana, 47 em Itabuna, 36 em Camacan, 27 em Vitória da Conquista.

De todas as mortes por Aids, apenas 3 foram de homossexuais, em Porto Seguro, Salvador e Santa Brígida. Houve ainda duas de bissexuais, na capital e em Camaçari.

A aids é causada pela infecção do vírus da imunodeficiência humana (HIV). Esse vírus ataca o sistema imunológico, responsável por defender o organismo de doenças. Ter o HIV não é a mesma coisa que ter aids. Há soropositivos que vivem anos sem desenvolver a doença. 

Photo Jornalismo/Da redação TN

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.