Header Ads

Traficante é morto pela PM após postar mensagens com ameaças a policiais

(Foto: Reprodução/SSP)
Domingos Ferreira Santos Júnior, 31 anos, conhecido como Junior Nariga, suspeito de postar nas redes sociais mensagens ameaçando policiais e traficantes rivais foi morto pela Polícia Militar, no bairro da Boca do Rio, em Salvador, nesse domingo (3).

Ele postou também textos indicando que atiraria se os militares aparecessem no bairro. "Nós tá assim aqui no gorgina esperando a peto da 39 e a romdesp bota a cara BDM desgraça e o ferro da boca do rio (sic)", diz uma das mensagens divulgadas pela Secretaria da Seguranpa Pública (SSP).

Além das mensagens, ele também fez um vídeo com ameaças a policiais militares, usando uma metralhadora.
Equipes das Rondas Especiais (Rondesp) Atlântico e do Pelotão Especial Tático Ostensivo (Peto) da 39ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Boca do Rio) localizaram Domingos no bairro. De acordo com a SSP, houve confronto, ele foi baleado e não resistiu.
(Foto: Reprodução)
"Infelizmente o nosso Código Penal acaba, em alguns casos, dando uma falsa sensação de poder a estes criminosos. Eles ficam pouco tempo presos e acreditam que podem confrontar com a polícia. O patrulhamento, na região, foi reforçado, pois Júnior Nariga exercia um papel de liderança", informou o comandante do Policiamento na Região Integrada de Segurança Pública (Risp) Atlântico, coronel Francisco Kerjean.

Com o suspeito foram apreendidos um revólver e munições.

Clima no bairro
Na Boca do Rio, os moradores estranharam o policiamento mais ostensivo pela manhã. "Vi muito policial pela manhã por aqui, até perguntei o que tinha acontecido", conta uma funcionária de uma farmácia do bairro.

Uma moradora da região também notou os policiais fazendo ronda. "Vi, mas nem tava sabendo da morte dele. Sinal de que tudo está tranquilo aqui, né?"

Titular da 9ª Delegacia (Boca do Rio), ACM Santos afirmou que Junior Nariga já havia sido preso por tráfico e que matou dois rivais há cerca de três meses. "Não tem toque de recolher aqui no bairro, nada assim. Não vamos admitir. Se acontecer qualquer situação paralela, nós vamos para cima", avisa. A SSP não informou quantas passagens Junior Nariga tinha pela polícia.

Photo Jornalismo/Com informações do Correio24h

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.