Header Ads

Evento "Tempo de Celebrar" da Igreja Adventista reúne cerca de 30 mil pessoas em Pituaçu

          Encontro religioso homenageou o jornalista e apresentador Cid Moreira

Festejar a paz e a compaixão foram alguns dos objetivos do evento Tempo de Celebrar, que reuniu cerca de 30 mil pessoas no Estádio de Pituaçu, neste sábado (29). O evento contou com apresentação do cantor americano Wintley Phipps, que já se apresentou na Casa Branca para presidentes como Barak Obama, Bill Clinton e George Bush.

Convidado especial, o jornalista e apresentador Cid Moreira foi homenageado no encontro que aconteceu no dia do seu aniversário de 91 anos, dos quais são 73 dedicados à carreira e quase 50 anos de TV Globo. A programação contou, ainda, com 800 batismos realizados em 200 tanques espalhados pelo estádio, além de um ato comemorativo que marcou a inauguração da milésima Igreja Adventista do Sétimo Dia.

A iniciativa faz parte do projeto “Mil Igrejas em Cinco Anos”, que reformou ou construiu do zero igrejas, inclusive em comunidades rurais, quilombolas, indígenas e ciganas. “Fiquei muito feliz, emocionada. A gente adora a Deus e o cigano não tinha essa oportunidade”, comemorou a cigana Roberta Lima, 33 anos, que mora em Monte Gordo.

Tanques de batismo foram espalhados ao redor do estádio

Mesmo diante da dificuldade trazida pela tradição cigana, que “é diferente”, Roberta comemorou a oportunidade. “Antigamente eu lia mão, mas deixei de ler porque não sei nada. Deus é quem sabe”, justificou sorrindo. “Agora a gente tem uma Igreja pra poder adorar a Ele”, completou, durante o evento realizado pela Igreja Adventista do Sétimo Dia e pela ADRA Brasil (Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais).

Acompanhada pela filha e o neto, a babá Neide Gonçalves, 53, destacou que “é muito bom estar celebrando junto com os irmãos”. “A gente vive só naquela igrejinha e acha que ali estão seus únicos irmãos”, refletiu, enquanto dançava com o pequeno Benjamin, 3. Ao escutar a apresentação de Wintley, Neide revelou que canta em uma banda de soul com a filha, Bárbara Gonçalves, 28, que não escondeu o orgulho: “Antigamente a gente não podia fazer muitas coisas, não tinha esse poder, né? Hoje me sinto poderosa, melhor coisa do mundo!”.

O livre arbítrio foi destacado pelo pastor Ivan Saraiva, paulista que faz um trabalho de evangelização no Brasil e na América do Sul. “Estamos aqui exercendo nossa liberdade, nosso livre arbítrio. Devemos ser um exemplo no ensino, apresentando as verdades não de uma igreja, mas que o Cristo deixou em sua passagem pela Terra”, ressaltou o pastor que também destacou que o momento é importante para refletir sobre a sociedade “triste e corrompida” em que vivemos.

Photo Jornalismo/Com informações do Correio24h

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.