Header Ads

Policial Lula é sepultado com todas as honras em Teixeira de Freitas


O policial civil Luís Henrique da Ressurreição de Souza, o “Lula”, 55 anos, foi sepultado no final da tarde desta sexta-feira, feriado de 7 de setembro, no Cemitério Parque Reviver, no alto do Ouro Verde, a zona norte da cidade. Lula foi vítima de um infarto fulminante no final da tarde desta última quinta-feira (06/09). Ele morreu logo depois de ter saído de uma audiência na 2ª Vara do Sistema dos Juizados Especiais, onde teria ido colaborar com um procedimento originado no Clube Jacarandá, onde era o atual presidente do Conselho Deliberativo. Por causa da audiência ele teria adiado para o dia seguinte uma viagem que faria para Jequié.

O corpo de Lula foi velado durante toda a noite e todo o dia do feriado no salão nobre da Loja Maçônica Profeta Issa, no bairro Monte Castelo, por onde passaram centenas e centenas de pessoas para levar lhe seu último Adeus. O corpo do policial civil Lula saiu em desfile pelas ruas de Teixeira de Freitas em um caminhão do Corpo de Bombeiros e no finalzinho da tarde foi sepultado no Cemitério Reviver, acompanhado por uma multidão, formada por amigos, admiradores, policiais civis, militares, políticos, autoridades e familiares. As homenagens foram inúmeras e vieram de todos os cantos e de várias instituições.
Lula completaria 56 anos no próximo mês de novembro e também completaria 30 anos nos quadros da Polícia Civil da Bahia. Como policial exerceu os principais cargos de chefia da instituição, trabalhou em várias cidades da região e foi em Teixeira de Freitas que passou mais tempo da sua vida. Era um policial amigo, brincalhão, comprometido e ao mesmo tempo diligente, combatente, produziu grandes resultados em favor do estado e da cidadania e se orgulhava de está se aposentando sem uma única mancha no seu currículo profissional.

O policial Lula era muito bem relacionando na região e em Teixeira de Freitas se envolveu com os principais projetos sociais da cidade e ocupou cargos importantes. No ano de 2008, foi o 4º vereador mais votado do município pelo PSDB, obtendo 1.720 votos e nos dois últimos anos do seu mandato foi presidente da Câmara Municipal. Foi presidente do Jacarandá Country Clube e atualmente era o presidente do Conselho Deliberativo do Clube. Foi também secretário Municipal de Agricultura e secretário Municipal de Segurança Pública. E receberia em outubro, a sua primeira graduação em elevação de nível na Loja Maçônica Profeta Issa, instituição social em que também fazia parte.
Lula era natural de Ilhéus, mas estava radicado em Teixeira de Freitas desde o final da década de oitenta e era bacharel em Direito pela Faculdades de Ciências Sociais Aplicadas de Itamaraju. Deixou vigorando no município várias Leis de sua autoria, aprovadas e sancionadas na sua época de vereador. Era um cidadão muito admirado e deixou uma grande legião de amigos. Ele deixou viúva a também policial civil Suely e quatro filhos, Dominique, Desirê, Vitória Valentina e Luís Henrique.
A delegada Valéria Fonseca Chaves, diretora da 8ª Coordenadoria Regional da Polícia Civil em Teixeira de Freitas definiu a morte do policial Lula como uma morte prematura que pegou todos de surpresa e disse que a instituição perdeu um exemplar servidor que exercia suas funções com muito comprometimento. O prefeito Temóteo Alves de Brito (PSD) lembrou da sua longa amizade com Lula e descreveu a vida dele como um homem de aparência sisuda, mas dono de um coração gigante que só sabia fazer o bem a quem lhe acercava.
O presidente da Câmara Municipal, vereador Agnaldo Teixeira Barbosa, o “Agnaldo da Saúde” (PR), lamentou a morte do policial Lula e disse que a sua partida deixará uma grande lacuna, mas ao mesmo tempo, ele será devidamente imortalizado em Teixeira de Freitas com todo merecimento e honras, cidade que ele tanto amava e era admirado. O perito da Polícia Técnica, Everton dos Anjos disse que Lula foi sempre um exemplo para os policiais mais novos e que o momento é um sentimento de perda, porque todas as instituições de segurança e seus amigos estão profundamente sentidos com a sua partida.

O 1º sargento Fonseca, da Polícia Militar, disse que gozava de uma amizade de mais de 20 anos com Lula e era um companheiro de um cordial relacionamento com a PM e para ele, foi uma grande perda e desejou conforto e paz aos familiares. O vereador Ronaldo Cordeiro (PSC) que foi colega de parlamento de Lula, disse que ele era um homem que deixou um grande legado e que sempre exerceu com dignidade as funções que ocupou e tratava-se de um ser humano muito alegre, animado e otimista e, sua partida deixa muita saudade.
O presidente do Clube Jacarandá, o empresário Carlos de Medeiros Guerra, o “Kaká Guerra”, amigo e sucessor de Lula na presidência do Clube, disse que perdeu um grande amigo que só transmitia alegria para as pessoas e à cidade de Teixeira de Freitas perdeu um grande parceiro que só pensava no futuro e vivia projetando planos. A advogada Nildes Márcia que era comadre de Lula, disse que ele era um homem público, atencioso, gentil e severo quando deveria ser e sua morte foi uma grande perda porque tratava-se de uma pessoa admirável. Centenas de pessoas, entre personalidades e autoridades celebraram a vida e a obra de Lula durante o seu velório e sepultamento que lhe externaram todas as honras e méritos. 

Photo Jornalismo/Com informações de Athylla Borborema

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.