Header Ads

Técnico de enfermagem do HMTF que estava desaparecido é morto a tiros e pauladas próximo à "Prainha"

Teixeira de Freitas: No último domingo, 30 de setembro, um técnico de enfermagem do Hospital Municipal de Teixeira de Freitas (HMTF), saiu de casa por volta das 09h00, conduzindo sua motocicleta Honda/Bros, preta, placa policial PKD 3035, e não mais foi visto ou sequer havia notícias do seu paradeiro. A família, então, achando estranho a falta de notícia, começou a divulgar o desaparecimento de Geovane Passos Trindade, 25 anos de idade.

Segundo informações iniciais, ele teria saído para se encontrar com uma pessoa, de sexo e nome ainda não confirmados, e não foi mais visto. A informação é que ele iria almoçar com essa pessoa. E já na manhã desta segunda-feira, 01 de outubro, o corpo do jovem foi encontrado na BR 101, próximo à Prainha, com muitos sinais de violência. Foram encontrados também o documento da moto e também a CNH. O corpo apresentava ferimentos e uma perfuração, todos concentrados na região da cabeça, e próximo ao corpo pedaços de madeira, possivelmente usados para ceifar a vida de Geovane.

O corpo trajava bermuda jeans e estava sem camisa, o que provocou queimadura provocada pela ação de raios solares. A principal suspeita é que Geovane tenha sido vítima de um latrocínio (roubo seguido de morte), e tenha sido atraído e morto no local, onde o corpo foi encontrado. A Polícia Rodoviária Federal e a Polícia Militar estiveram no local, e acionaram a Polícia Civil. A delegada plantonista, Andressa Carvalho, e sua equipe, esteve no local realizando o levantamento cadavérico e acionou o Departamento de Polícia Técnica (DPT).

No local houve a confirmação por parte da Polícia que o corpo era mesmo o de Geovane, e além de ferimentos provocados por pedaços de madeira, a perícia encontrou perfuração causada por disparo de arma de fogo. Logo após a perícia prévia no local, a delegada autorizou remoção do corpo para o IML de Teixeira de Freitas, onde será submetido à necropsia e poderá confirmar quantos tiros atingir o Geovane.

Um inquérito policial será instaurado para investigar com quem a vítima iria se encontrar e também autoria e a motivação do crime. Após necropsia o corpo deverá ser liberado para os familiares para o velório e o sepultamento.

Photo Jornalismo/Com informações de Rafael Vedra

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.