Header Ads

Alagamentos, famílias desalojadas e deslizamentos: veja a situação dos municípios capixabas

De acordo com o relatório da Defesa Civil, atualizado nesta manhã, 43 famílias estão desalojadas no Estado


A sexta-feira do capixaba começou com chuva forte, alagamentos e diversas ocorrências, tanto na Grande Vitória, quanto no interior do Estado. A chuva, que já estava prevista, começou no início da semana e se intensificou na última quinta-feira (08), causando vários danos aos municípios do Espírito Santo.

De acordo com o relatório da Defesa Civil Estadual, 43 famílias estão desalojadas no Estado: 10 são Aracruz, 32 em Vila Velha e uma família em Vargem Alta. Em Vila Velha, os alagamentos afetaram até o funcionamento das unidades de saúde. A água invadiu o Hospital Maternidade de Cobilândia, que ficou completamente alagado.
Diante da situação, a Secretaria Municipal de Saúde está em alerta para a remoção de pacientes e recém-nascidos para outros estabelecimentos hospitalares. Os Pronto-Atendimentos da Glória e Cobilândia estão atendendo a urgência e emergência. Nos demais setores, como o Centro Municipal de Atenção Secundária (Cemas) e unidades de saúde, o atendimento à população está sendo feito de forma limitada.
Além de diversos pontos de alagamentos, o município de Cariacica, que tem um dos maiores acumulados de chuva até o momento, registrou também deslizamentos de terras. Um deles, aconteceu nesta manhã, no bairro Alto Boa Vista. A Defesa Civil e uma equipe do Corpo de Bombeiros estiveram no local para retirar as famílias. A prefeitura do município informou apenas que as sete pessoas retiradas da casa foram encaminhadas para a casa de familiares. 


De acordo com o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), do dia 1º de novembro até as 11h desta sexta-feira (09), já choveu a quantidade equivalente a quase 250 milímetros só na Grande Vitória, o que, normalmente, é esperado para todo o mês de novembro.
Só em Vitória, foi registrado nesta manhã, a média de 239.2 mm de chuva. Já no município de Vila Velha, 193.1 mm, colocando em alerta o bairro Guaranhuns, região mais atingida pelas chuvas. O Cemaden disse ainda que, se somado os primeiros dias de novembro, a quantidade de chuva contabilizada no Espírito Santo, já ultrapassou a média de todo o mês. No município da Serra, a média dos últimos quatro dias é de 215.4 milímetros e no município de Cariacica 225.7 mm.


Veja as ocorrências registradas no Espírito Santo até o momento!
• GRANDE VITÓRIA •
Em Vila Velha, duas residências foram interditadas, duas árvores de grande porte estão em risco e duas casas estão em observação no Morro do Boa Vista.

Na Capital, até o momento, foi registrado um caso de queda de muro, na Praia do Canto, casos de deslizamento de terra em São Pedro, Fradinhos e Santa Tereza, onde também houve um rolamento de pedra. Também foram registrados deslizamento de terra com queda de muro na Ilha das Caieiras e em Santo Antônio, além de uma infiltração com risco de queda de teto em Santos Dumont.

Em Cariacica, houve a ocorrência de um rolamento de pedra em uma empresa nas proximidades da Rodovia do Contorno, na região da Serra do Anil. Duas pessoas ficaram feridas sem gravidade. Também foi registrada a queda de um muro e um ponto de ônibus no bairro Porto de Santana, deslizamento de terra no bairro Morada de Campo Grande e em Valparaíso, ambos sem vítimas. Na Escola Alzira Ramos, uma árvore caiu em fios de alta tensão e o Corpo de Bombeiros foi acionado pela responsável. 


• INTERIOR •
Em Ibiraçu, município que registrou maior acumulado de chuva nas últimas 24 horas, uma cratera se abriu, próximo a entrada do Hospital do município. A via precisou ser interditada e, segundo a Defesa Civil, apesar dos atendimentos continuarem, quem precisa de atendimento deve acessar a parte dos fundos do hospital, onde foi colocada uma entrada alternativa.

Segundo a Defesa Civil de Alfredo Chaves, o Rio Benevente, que corta os municípios de Anchieta e parte dos municípios de Guarapari, Piúma e Iconha, está com o nível acima da média.

Em Linhares, de acordo com a Defesa Civil, o bairro que mais ficou prejudicado foi Planalto, onde a parede de duas residências caíram e oito pessoas ficaram desalojadas. Ainda de acordo com a Defesa Civil, não há registro de feridos.

De acordo com a Prefeitura Municipal de Iconha, o rio do município subiu dois metros após as fortes chuvas que também atingem a região.

Em Rio Novo do Sul, houve registro de aumento do volume do rio, além de alguns pontos de alagamentos. Um dos mais críticos foi no bairro Quarteirão de Santana.

Em Aracruz, há registro de alagamentos com transbordamento do rio. Dez famílias ficaram desabrigadas no bairro Maroba e provisoriamente instaladas no Colégio da Comunidade. Foram registrados também três pequenos deslizamentos na região, escorregamento de encosta no bairro São Marcos, queda de muro no bairro Limão, queda de Muro no bairro Cupido e deslizamento de encosta na ES-124 (Aracruz x Guaraná), no bairro Taquaral, com obstrução de meia pista.

No município de Santa Leopoldina, há registro de queda de árvores sobre residências e rede elétrica e queda de muro na região do centro.

Em Vargem Alta, houve queda de Muro em Castelinho resultando em um morador desalojado e rolamento de pequena pedra próximo a residências em Jaciguá, mas não houve danos significativos e nem vítimas;

No município de João Neiva, há registro de alagamentos em vários pontos.
• ACUMULADOS DE CHUVA •

ARACRUZ - 197.83
VITORIA - 168.12
VIANA - 166.57
IBIRAÇU - 164.02
CARIACICA - 162.47
GUARAPARI - 154.00
SERRA - 145.36
DOMINGOS MARTINS - 139.14
VILA VELHA - 131.64
ALFREDO CHAVES - 128.20
SANTA LEOPOLDINA - 125.87
LINHARES - 121.80
FUNDÃO - 111.6
JOÃO NEIVA - 90.53
RIO NOVO DO SUL - 86.00
PIÚMA - 73.60
MARECHAL FLORIANO - 72.20
IBITIRAMA - 56.60
PRESIDENTE KENNEDY - 55.60
ÁGUA DOCE DO NORTE - 52.38


• AVISO •

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) e o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), emitiram novos alertas para o Espírito Santo nesta sexta-feira (09).
Foto: Tatiana Trancoso Martins / Utilidade Capixaba

O Inpe emitiu um aviso especial e informou que as condições de tempo são favoráveis para ocorrência de um fenômeno meteorológico dentro das próximas 24 horas. De acordo com informações do instituto, é preciso ficar atento sobre as atualizações da previsão, já que o risco é alto para ocorrência de tempo severo que podem provocar danos e acidentes.

Photo Jornalismo/Com informações de Balbi e Thaiz BlunckRedação/Folha Vitória

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.