Header Ads

Interno é acusado de diversas tentativas de homicídio contra colegas de cela no CPTF


Teixeira de Freitas: A Polícia Civil (NHT da 8ª COORPIN) concluiu as investigações de um homicídio tentado, fato ocorrido em 12 de junho de 2016, no interior do Conjunto Penal de Teixeira de Freitas. A vítima, identificada como sendo José Carlos de Jesus Oliveira, vulgo “Tininha”, foi atingido por um objeto pérfuro-cortante (peixeira do tipo artesanal, por outro detento, identificado como sendo, Márcio Silva dos Santos, vulgo “Chapeuzinho”. Na ocasião da tentativa de homicídio, o caso foi recebido pelo delegado plantonista, Júlio Telles.

A vítima, na época, foi atingida na cabeça, nas costas e nos braços por diversos golpes de uma arma branca de fabricação artesanal, durante o “banho de sol” dentro do CPTF, no período da tarde. Na ocasião, foi lavrado o Auto de Prisão em Flagrante Delito do autor do crime, e a vítima (José Carlos) só conseguiu escapar da morte devido à rápida intervenção dos Agentes Penitenciários que estavam de prontidão, oportunidade em que a vítima foi socorrida e conduzida ao HMTF local onde conseguiu se recuperar da ação criminosa.

O caso foi para o NHT, aos cuidados dos delegados Manoel Andreetta e Bruno Ferrari, que após investigações em conjunto com a Diretoria do CPTF, descobriram que o crime foi praticado como retaliação à vítima José Carlos, pelo fato do mesmo estar cumprindo pena pela prática de estupro de vulnerável, cometido no município de Itamaraju em 26 de abril de 2012, sendo este tipo de crime repudiado e visto com grande intolerância pelos demais detentos, sendo “costume”, os estupradores serem tratados com violência dentro das prisões.

O detento Márcio foi preso em novembro de 2011, por tráfico e porte ilegal de arma de fogo, e é considerado, indivíduo da mais alta periculosidade, por trazer em sua vida pregressa o envolvimento na prática de outros crimes da mesma natureza, quando tentou matar, em outra oportunidade, o interno Montielle Santana Fernandes, jogando contra o mesmo água fervente enquanto este dormia em sua cela no pátio “A” do CPTF. O Montielle foi socorrido ao HMTF em estado grave, escapando por pouco da morte, fato ocorrido em 11 de março de 2013.

A Equipe do NHT apurou ainda que Márcio participou também da morte do interno Magno Pereira, 28 anos, brutalmente assassinado no interior do CPTF em 24 de fevereiro de 2014, pelos seus colegas de cela através de agressões físicas coletivas e pauladas, sendo ainda utilizada pelo grupo uma arma branca de fabricação artesanal conhecida por “chuncho”, uma espécie de instrumento perfurante improvisado. Na oportunidade, ficou constatado que crime ocorreu por motivo fútil (discussão banal acerca do comportamento da vítima no interior da cela).

Pesa ainda contra Márcio a participação do motim de presos ocorrido no pavilhão “B” do CPTF em 30 de janeiro de 2015, quando após uma discussão entre a chefia de dois grupos criminosos, os internos partiram para as agressões mútuas e generalizadas, destruindo 06 celas, colocando fogo nos colchões, ato criminoso que somente foi controlado após a intervenção dos policiais civis da 8ª COORPIN, assim como dos policiais militares da CETO, da CAEMA, do Corpo de Bombeiro, dos Agentes Penitenciários e da própria Diretoria do CPTF.

Na oportunidade, 12 internos ficaram feridos durante a ação e foram resgatados e socorridos junto ao HMTF, dentre eles o interno Keven Rocha Moreira, 22 anos, que acabou falecendo no dia 04 de fevereiro de 2015, em decorrência dos ferimentos sofridos. O procedimento foi devidamente finalizado, saneado e relatado pela Equipe do NHT.

Photo Jornalismo/Por: Edvaldo Alves

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.