Header Ads

Policlínica de Teixeira de Freitas completa um ano com 76 mil exames e consultas realizados

Inaugurada há um ano, a Policlínica Regional de Saúde em Teixeira de Freitas, a primeira da Bahia, realizou mais de 76 mil exames e consultas. Foram 33.127 exames e 43.277 consultas médicas em um ano, contemplando moradores de 13 municípios da região. Para marcar a data, a unidade está promovendo uma campanha destinada à captação de medula óssea, em parceria com a Fundação de Hematologia e Hemoterapia da Bahia (HEMOBA).

A diretora da policlínica, Lizandra Amin, destaca que a implantação da unidade no extremo sul do Estado foi o primeiro passo para a descentralização da saúde na Bahia, sendo que, atualmente oito policlínicas estão em atividade e outras 12, em construção. “A policlínica presta um serviço ambulatorial especializado de forma humanizada, conforme todas as diretrizes do SUS (Sistema Único de Saúde). A gente prioriza também o ensino e a pesquisa. Trabalhamos com equipamentos orçados em mais de R$ 3,5 milhões, os melhores do país, e nos preocupamos com a humanização do local”, detalha.

A Policlínica Regional de Saúde em Teixeira de Freitas oferece exames como colonoscopia, eletrocardiograma, endoscopia digestiva alta, ergometria, holter, mamografia, raio x, ressonância magnética com contraste e tomografia, além do tratamento do pé diabético, que foi iniciado, segundo a gestora. A equipe médica é formada por 18 profissionais, divididos em 16 especialidades: Angiologista, Cirurgião-geral, Endocrinologista, Gastroenterologia, Ginecologia, Obstetrícia, Dermatologia, Hematologia, Mastologia, Oftalmologia, Neuropediatra, Ortopedia, Otorrinolaringologia, Pneumologia, Reumatologia e Urologia.

O atendimento alcança os moradores de Caravelas, Alcobaça, Ibirapuã, Itamaraju, Itanhém, Jucuruçu, Lajedão, Medeiros Neto, Mucuri, Nova Viçosa, Prado, Teixeira de Freitas e Vereda. “São mais de 500 mil baianos. Quem vive fora de Teixeira de Freitas conta com ônibus com ar-condicionado, que faz o traslado todos os dias, gratuitamente, para levar do município até a policlínica e depois retornar para casa”, informa Amin.

As demais policlínicas funcionam em Guanambi, Irecê, Jequié, Feira de Santana, Alagoinhas, Santo Antônio de Jesus e Valença. Estão em construção as unidades em Barreiras, Juazeiro, Paulo Afonso, Senhor do Bonfim, Jacobina, Vitória da Conquista, Itabuna, Simões Filho, Ribeira do Pombal, São Francisco do Conde e duas em Salvador, sendo uma no bairro de Escada e outra em Narandiba. De acordo com a assessoria da Secretaria da Saúde do Estado, o plano do governo do Estado é, até 2022, construir mais quatro policlínicas em locais a serem definidos. A média de investimento em cada unidade é de R$ 25 milhões. 

Photo jornalismo/Com Informações do A Tarde

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.