Header Ads

Seleção de Itamaraju comemora o tri no Intermunicipal

Desportistas de várias partes da Bahia presenciaram neste domingo (16) a conquista do título de campeã do 61° Intermunicipal pela seleção de Itamaraju. Com o estádio Juarez Barbosa (Barbosão) “estufado”, o time dirigido por Beto Oliveira derrotou Itapetinga por 1x0 no tempo normal e por 5x4 nos pênaltis e ergueu o troféu “Valdemiro Lima da Silva” (Merica), numa homenagem ao atleta revelado pelo Atlético de Alagoinhas e que atuou também no Bahia e no Flamengo (RJ).
O gol que levou a seleção itamarajuense à disputa de pênaltis foi assinalado aos 43 minutos do primeiro tempo por Naian, terceiro colocado na artilharia do campeonato, com nove gols, ficando atrás de Ganso (Itapé), com 10, e de Pim (Euclides da Cunha), com 16. A assistência foi de Breno, que lançou a bola na área para a cabeçada certeira do artilheiro itamarajuense. Com isso, Itamaraju devolveu o placar sofrido no jogo de ida da decisão, no último dia 9, no estádio Primaverão.

Apesar das tentativas de Itamaraju, em ampliar o escore a fim de consolidar a conquista do título nos 90 minutos, e de Itapetinga, em buscar o empate, o placar de 1x0 persistiu até o final da partida, levando os dois times a tentar a sorte nos penais.
Os goleiros Geovane (Itamaraju), menos vazado do Intermunicipal com apenas oito gols em 18 jogos, e Erik (Itapetinga) voltaram a brilhar na disputa de pênaltis, defendendo cada duas cobranças. Os chutes do veterano Ley e de Miller esbarraram na defesa do arqueiro de Itamaraju, enquanto que o itapetinguense defendeu as cobranças de Serrote e Juninho.

Os aproximadamente 6,5 mil torcedores (cerca de 4,3 mil pagantes) que acompanharam a partida “incendiaram” o Barbosão quando o zagueiro Guilherme converteu a sétima cobrança, pela seleção de Itamaraju, após Jucinho, de Itapetinga, ter errado a pontaria e lançado a bola para fora.

Festa à parte

A comemoração do tricampeonato do Intermunicipal pela seleção itamarajuense, após 14 anos de espera, se estendeu à diversas áreas da cidade, tendo a Praça Castelo Branco como o ponto da concentração final. O trio elétrico puxando centenas de torcedores estacionou no local por volta das 19:50h, após deixar o estádio.
A carreata percorreu o trecho da BR-101 até o trevo do bairro Santo Antônio do Monte, seguindo em direção ao palco central da festa pela Avenida Antônio Carlos Magalhães. Durante o trajeto até a Praça Castelo Branco, a taça era exibida ao público, e falações e paródias musicais exaltavam a seleção campeã.

Retrospecto


Com 41 pontos (aproveitamento técnico: 75,93%), a seleção itamarajuense contabilizou em 18 jogos 13 vitórias, sendo sete em casa e seis fora de casa, três derrotas (uma em casa) e dois empates. O seu ataque marcou 32 gols, enquanto que a defesa sofreu oito – saldo positivo de 24 tentos.

Já Itapetinga somou 37 pontos, com aproveitamento de 68,52%. Comandada pelo técnico Marcos Correia, a equipe obteve 11 vitórias, quatro empates e três derrotas; marcou 33 gols e sofreu nove – saldo positivo de 24.

Campeã em 1995 e 1996 o time foi contemplado em 2018 com o troféu José Alberto Vasconcelos da Silva (Dendê), que atuou como meio-campista no Atlético de Alagoinhas, Bahia, Vitória e Flamengo.

Pentacampeão


Bicampeão pela seleção de Itamaraju (2004 e 2018), o técnico Beto Oliveira comemora a sua quinta conquista no Campeonato Intermunicipal, sendo três títulos no extremo sul.
A sua trajetória vitoriosa começou em 2001, quando o dirigente levantou a taça por Coaraci. Em 2010, foi campeão por Porto Seguro e em 2017, por Eunápolis.

O primeiro título do Intermunicipal pelo selecionado de Itamaraju ocorreu em 2002, sob o comando técnico de Neca.

Photo Jornalismo/Por: Domingos Oliveira

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.