Header Ads

Bando preso em Alcobaça pode ter sido responsável por sequestro de família de “Frank Produções, em Prado


Na última sexta-feira, dia 25 de janeiro, policiais militares da Cipe-Mata Atlântica receberam informações da Polícia Militar de Minas Gerais dando conta que um veículo de uma vítima de sequestro em Belo Horizonte, estaria circulando entre as cidades de Prado e Alcobaça. Familiares teriam pago um alto valor para libertação da vítima, mas os criminosos ficaram com o seu veículo, um Toyota Corolla, de cor preta, placa EUH-1690.

No início da noite de sexta-feira (25) o carro, que possui rastreador, foi localizado na orla da cidade de Alcobaça. Os policiais fizeram uma abordagem e as quatro pessoas que circulavam no veículo estavam em uma barraca de praia. Outro carro estava com o grupo, um Ford Eco Sport, de cor prata, placa GZE-0942.

Os policiais fizeram buscas no local onde os suspeitos estavam hospedados, no centro de Alcobaça e localizaram outras quatro pessoas na casa. Ronald Jhonatas da Silva Pereira, de 28 anos, estava usando uma carteira de identidade falsa. Ainda foram presos Maxsuel de Jesus Santana, de 35 anos, Rosival de Jesus Santana, 44 e Rosângela Santana Santos, 24, todos mineiros, além de Lucas Jeferson Rodrigues dos Santos, de 20 anos, natural de Goiânia-GO.
Também foram presas Alessandra das Virgens de Oliveira, Silmária das Virgens de Oliveira e Alice Santos de Almeida, todas de Itamaraju e que segundo a polícia integravam o bando criminoso.

Foram apreendidos na residência oito artefatos de explosivos falsos, dois dispositivos eletrônicos de explosão remota, com dois aparelhos celulares acoplados, dois rádios transmissores, um giroflex luminoso portátil para veículos, 21 munições de pistola de calibre 9mm, uma espingarda de calibre 12, três aparelhos celulares, além de vários cartões bancários, chips de celulares e um terceiro veículo Hyundai HB-20, de cor prata, placa OMQ-9800.

De acordo com os policiais militares, existem fortes indícios da participação dos suspeitos no sequestro ocorrido na cidade do Prado, no último dia 8 de janeiro, tendo como vítimas os familiares do empresário do setor de eventos Frank Feitosa, mais conhecido como “Frank Produções, filho do vereador e ex-presidente da Câmara Municipal de Itamaraju, Francisco das Chagas Feitosa Giló ‘Chico Giló’ (PSD).

Todo o material apreendido e o grupo detido foram apresentados à sede da 8ª Coorpin de Teixeira de Freitas.
A Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP/BA), informou que os presos responderão por formação de quadrilha, posse ilegal de arma de fogo, receptação qualificada e posse de artefato explosivo desautorizado. Ronald Jhonatas, além de ser indiciado por todos os crimes relacionados, ainda responde por uso de documento falso. Todos seguem custodiados à disposição da Justiça.

A quadrilha segue sendo investigada pela acusação de sequestro, inclusive um crime que seria colocado em prática contra o gerente de uma agência bancária de Itamaraju. 

Photo Jornalismo/Da redação TN

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.