Header Ads

Pai de santo "Ivan" é acusado de estuprar dois adolescentes de 13 anos

Na mesma ação, foi preso casal acusado de embriagar jovem para estuprá-la


Pai de santo Ivan de Jesus Vieira foi preso na casa da irmã, em Eunápolis; ele é acusado de estuprar dois garotos de 13 anos / 
Foto: Divulgação / Polícia Civil 

EUNÁPOLIS - Um pai de santo, acusado de usar de sua condição religiosa para estuprar dois adolescentes de 13 anos, foi um dos presos da Operação Parafilia, deflagrada pela Polícia Civil nesta quarta-feira (16), na cidade de Eunápolis.

Com mandado de prisão decretado pela justiça, Ivan de Jesus Vieira, 26 anos, foi localizado na casa de uma irmã, no bairro Vista Alegre. "Ivan obrigava os jovens a com ele praticarem orgias com suposta finalidade religiosa", afirma o delegado titular, Bernardo Pacheco.

Os crimes, conforme investigações do Núcleo de Atendimento Especializado da 1ª Delegacia Territorial, aconteceram em agosto do ano passado, no Assentamento Baixa Verde, na zona rural do município.

Na mesma ação, os policiais prenderam o casal Éris Lúcio dos Santos, 35 anos e Jéssica Rosa Santo, de 27. Os dois, que também tiveram prisão decretada pela justiça, são acusados de estuprarem uma menina de 13 anos.

Casal, segundo a polícia, embriagou jovem de 13 anos para depois estuprá-la, diz polícia / 
Foto: Divulgação / Polícia Civil 

Em março de 2018, conforme a polícia, eles fizeram uma festa em casa, convidaram a jovem e a embriagaram. Jéssica foi presa em sua casa, no bairro Alecrim II. O marido se entregou horas depois na delegacia de polícia. "Os indiciados conviviam maritalmente e, se aproveitaram da reduzida capacidade de defesa da vítima, para com ela ter sexo", frisa o delegado Pacheco.

O delegado destaca que a Operação Parafilia, que tem a finalidade de reprimir casos de estupro de vulnerável praticados na cidade, terá continuidade. Os mandados de prisão foram expedidos pelo juiz Heitor Awy, titular da 2ª Vara Crime.

Em caso de condenação, os acusados podem cumprir penas que variam de oito a 15 anos de prisão.


Photo Jornalismo/Com informações do Radar64

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.