Header Ads

NHT prende em menos de 24 horas acusado de homicídio no bairro Irmã Dulce: Veja entrevistas do delegado e do acusado


Teixeira de Freitas: A Polícia Civil, através dos delegados Manoel Andreetta e Bruno Ferrari, e dos investigadores Sérgio Adriano e Alexandre Augusto, prenderam em menos de 24 horas, um dos acusados de assassinar Marcos Vinicius de Oliveira Souza, 27 anos de idade, crime ocorrido na Rua Sucupira, no Bairro Irmã Dulce, no fim da tarde deste domingo (17). O acusado Alisson Santos Lima, 20 anos de idade, foi preso no Polo Industrial, em Teixeira de Freitas, onde estava trabalhando. Os policiais civis do NHT da 8ª COORPIN apreenderam ainda o revólver usado no crime, de calibre 38 e numeração 150536.

O delegado Manoel Andreetta exaltou o belíssimo trabalho realizado pelo NHT, que tem conseguido mapear os integrantes e chefes dos grupos de traficantes da cidade. Segundo Andreetta, o Alisson foi preso a partir de uma ação rápida da polícia, que também já identificou o comparsa, mas, que não revelará o nome para não interferir na investigação. “Nossa equipe está alinhada, trabalhando com afinco para combater esses grupos de criminosos que atuam, sobretudo, a mando de seus chefes que estão custodiados no presídio”, disse Andreetta.

“O Alisson foi preso ainda em flagrante, em menos de 24, e desde o homicídio que a equipe do NHT trabalhou ininterruptamente até chegar aos autores. Não poderia deixar de agradecer à comunidade teixeirense que tem contribuído e muito através de denúncias e informações, que muito tem ajudado a polícia no combate a esses grupos criminosos”, acrescentou o delegado. Segundo o acusado, não foi ele quem atirou, mas, foi ele que comprou a arma e a motivação foi porque o Marcos vinha lhe acusando de integrar uma quadrilha criminosa, e que a partir dessa acusação, grupos rivais começaram a lhe seguir, a lhe vigiar.

O Alisson nega qualquer envolvimento com o tráfico e diz em entrevista que é trabalhador e que só comprou a arma para se defender, e que por causa de fofoca, ele passou a ser vigiado, por isso ele foi para cima do “Marcão”, quem ele acusa de ter lhe dedurado. Segundo o delegado Manoel Andreetta, o Alisson faz parte do Grupo de Lampião, e que vários grupos rivais estão em guerra, gerando esses diversos ataques e revides, tirando a vida de muitos jovens. “Estamos lutando para combater esses “chefes”, que de dentro do presídio dá ordens para que esses homicídios ocorram”, finalizou Andretta.

Photo Jornalismo/Por: Edvaldo Alves

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.