Header Ads

Veja todas as informações que culminou na morte do Sargento Clebison após confronto em Caravelas


Caravelas: O policial militar do PETO da 88ª CIPM, que tem como área de atuação os municípios de Alcobaça, Prado e Caravelas, e que foi morto em confronto com um bandido no interior do município de Caravelas, no final da tarde de sábado, 23 de março, já está sendo velado por familiares e amigos. O Sargento Clebison Souza do Rosário, 52 anos de idade, comandava a guarnição do PETO, que recebeu informações sobre uma pessoa que estaria traficando e portando arma de fogo e intimidado populares na comunidade de Taquari, em Caravelas.

A guarnição chegou ao informado, e os militares realizaram um cerco no entorno da residência denunciada, momento em que foram recebidos com disparos de arma de fogo. Os policiais revidaram à injusta agressão, e após o cessar fogo, os colegas militares perceberam que o Sargento Clebison teria sido atingido com um tiro na região do tórax, próximo ao ombro esquerdo, sendo socorrido de imediato para a Unidade Hospitalar da cidade de Caravelas, onde deu entrada com vida, mas, devido à gravidade do ferimento, não resistiu e veio a óbito.

O Sargento Clebison estaria completando 30 anos de serviços na corporação neste ano, indo para reserva em alguns meses, além de estar com suas férias programada para o próximo mês. O seu corpo foi removido para o IML de Teixeira de Freitas, onde passou por necropsia, e foi liberado, posteriormente, para velório e sepultamento, que ocorrerá na cidade de Alcobaça, de onde o Sargento Clebison era natural e residia.

O acusado também foi atingido na troca de tiros, e morreu no local. Trata-se de Rodrigo da Rocha Rodrigues, vulgo “Sasha”, 23 anos de idade, foragido do CPTF, onde cumpria pena. Segundo a polícia, “Sasha” teria assumido a liderança de parte do “Grupo de Soca”, após sua morte, passando a dividir o comando do tráfico de drogas com outros chefes, nas cidades de Alcobaça e Caravelas, onde também executava ou ordenava mortes de rivais. O corpo de “Sasha” foi removido ao IML de Itamaraju, onde passou por necropsia e foi liberado aos familiares.

A ocorrência policial foi registrada na Sede da 8ª COORPIN, sob a responsabilidade do delegado do Plantão Regional, Bruno Ferrari, onde foi apresentado uma arma modelo pistola de marca Canik de calibre .9mm, com 24 munições intactas do mesmo calibre, e um cartucho deflagrado; 09 munições de calibre .32; 12 papelotes de cocaína, e uma porção da mesma substancia; 01 motocicleta modelo Honda/Titan FAN, de cor preta, ostentado placa policial falsa OLA 4856, cujo veículo foi tomado de assalto no dia 21 de fevereiro de 2018, e que a placa original é OYI 7688.

O procedimento será encaminhado para o delegado titular do município de Caravelas, Gilvan de Meireles, para as devidas conclusões.


Photo Jornalismo/Com informações de Cloves Neto

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.