Header Ads

Após estuprar e matar esposa, "Marlon" é preso por estuprar enteada

Depois de cumprir duas penas, ele foi preso pela 3ª vez em três anos

"Marlon" foi preso acusado de estuprar a enteada após ter cumprido duas penas por estuprar e matar a mãe da vítima, que era sua companheira / Foto: Divulgação PC 

PORTO SEGURO - Uma verdadeira história de terror foi vivida por uma mãe e uma filha nos últimos anos. As duas, segundo a polícia, sofreram crimes hediondos praticados pelo tatuador Marlon Silva de Oliveira, idade não divulgada, preso pela terceira vez em três anos.

Após cumprir duas penas por estuprar e matar sua companheira Eli Alves dos Santos, o acusado foi preso novamente, nesta sexta-feira (03), suspeito também de ter estuprado sua enteada.

A Polícia Civil informou que cumpriu o mandado de prisão contra o suspeito em Arraial d’Ajuda, município de Porto Seguro. “Estávamos em diligência na tentativa de prendê-lo há quase uma semana”, disse um policial.

HISTÓRICO DE CRIMES

Marlon, segundo a polícia, havia sido preso em 2016, suspeito de estuprar e violentar sua companheira Eli Alves dos Santos. Libertado no ano seguinte, o acusado matou a vítima a pauladas em julho de 2017 para se vingar da prisão. A mulher deixou cinco filhos.

Quatro meses depois, ele foi preso novamente pelo homicídio, mas foi solto em abril de 2018.

Já na última semana, a juíza titular da 2ª Vara Criminal de Porto Seguro, Michele Menezes Quadros Patrício expediu um mandado de prisão em razão de uma ação penal do ano de 2016, sob acusação de estupro contra a enteada.

Photo Jornalismo / Da Redação do Radar64

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.