Header Ads

Após denúncia, PRF apreende apreende 5.500 unidades de cigarros contrabandeados em Teixeira

Teixeira de Freitas: No primeiro momento, os policiais não conseguiram interceptar o veículo com o suposto carregamento de mercadoria ilícita mas, em seguida, localizaram o depósito para onde a carga havia sido levada e realizaram a apreensão do material.

Teixeira de Freitas: Na noite de ontem (28), na BR 101 KM 880, policiais rodoviários federais receberam uma denúncia de que um veículo estaria transportando cigarros contrabandeados. Os policiais, após tentativa de abordagem, identificaram o depósito ao qual havia sido localizado o veículo.

O local que funcionava bairro Colina Verde, aparentemente funcionava como depósito de bebidas. A equipe realizou o adentramento legítimo no local e verificou a existência de centenas de pacotes de cigarros ostentando marcas diversas, papel para enrolar cigarro. O depósito já havia sido alvo de operação policial realizada há 02 anos.

Em parceria com a SEFAZ e CIPE/PM, a fiscalização constatou que parte da mercadoria possuía suposta origem estrangeira e não foram localizadas as notas-fiscais. Além disso, os policiais observaram que, no endereço de entrega de uma parte da mercadoria referente a uma nota-fiscal correspondente ao valor de R$ 99,9994,00, aparentemente não funcionava nenhum estabelecimento, além disso, o depósito está registrado em nome de empresa que atua no ramo alimentício, e em tese não poderia comercializar cigarros. Tais situações corroboraram com indícios de execução de atividades ilícitas no local, com suspeita inclusive de que as notas-fiscais sejam falsificadas.

Foram apreendidas 77 caixas contendo um total de 3.550 livros de papel para enrolar cigarro e 5.500 unidades de cigarro. Ainda, mais 400 caixas de cigarro ficaram no depósito aguardando verificação das notas-fiscais apresentadas pela SEFAZ.

Diante dos indícios de irregularidades, o indivíduo, que alegou ser o responsável pelo estabelecimento, e a mercadoria apreendida (com suposta origem estrangeira e sem nota-fiscal) foram levados para a Delegacia de Polícia Judiciária local para demais procedimentos.

O depósito foi lacrado e colocado à disposição da SEFAZ para demais diligências e demais apurações.

PHOTO JORNALISMO / Por: Liberdadenews/Ascom

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.