Header Ads

NHT conclui mais um inquérito policial: “Chapoca” é indiciado pelo homicídio de Welton em Teixeira


Teixeira de Freitas: O NHT da 8ª COORPIN elucidou mais um homicídio consumado em Teixeira de Freitas. Trata-se do assassinato de Welton Santos de Souza, o “Weltinho”, 19 anos de idade, fato ocorrido no dia 19 de maio de 2018, no interior da casa da avó da vítima, localizada na Rua Guarani, no Centro da cidade, sendo a vítima fatal encontrada em decúbito ventral, apresentando várias lesões provocadas por disparos de arma de fogo na região da cabeça. O caso foi para o NHT, aos cuidados dos delegados Manoel Andreetta e Bruno Ferrari, com apoio dos investigadores Sérgio Adriano, Alexandre Augusto, Alex Honorato e Marcos Gomes.

Segundo a investigações, a vítima era integrante do Grupo do Gueto, tendo como chefe direto e executor da vítima, a pessoa de Rafael Conceição Oliveira, vulgo “Chapoca” (28 anos). Ainda segundo as investigações, a vítima foi morta pelos integrantes do seu próprio grupo, sendo que o Rafael (Chapoca) praticou o crime porque a vítima promoveu um “DERRAME”, ou seja, se apropriou do valor em dinheiro, aproximadamente seis mil reais, correspondentes a certa quantidade de drogas que o Welton havia pego diretamente com seu “chefe” para vender. As investigações demonstraram ainda que o Welton também havia tomando um “tombo” de um dos seus “meninos de pista.”

“Na ocasião, esse ‘menino de pista’ não repassou o dinheiro para o Welton e acabou fugindo da cidade, tomando rumo ignorado, deixando a vítima em “maus lençóis”. Além disso, informações dão conta de que a vítima (Welton) também estava comercializando drogas para um grupo de traficantes rival, o que vinha desagradando os integrantes do seu grupo. Na verdade, a vítima já tinha sido advertida para pagar a dívida e se “afastar” de seus “novos amigos”, mas vinha evitando contato e se escondendo dos integrantes do Grupo do Gueto, pagando com a própria vida sua “transgressão”. O comparsa do Rafael no crime não foi identificado”, explicou o delegado.

O delegado explicou ainda que o Rafael chegou no dia do crime, como carona em uma moto, e se aproximou da vítima, que começou a ser alvejada ainda fora da casa, quando então correu para dentro da residência com o objetivo de se esconder, oportunidade em que foi alcançada pelo executor, já dentro do quarto da casa, local onde Rafael (Chapoca) ‘terminou o serviço’, executando o Welton sem lhe dar qualquer chance de defesa, através de disparos de arma de fogo, fato consumado ainda no local. “Não satisfeito, após praticarem o crime, os executores incendiaram a casa da vítima, quando então deixaram o local na motocicleta, tomando rumo ignorado”.

“Essa ação dos criminosos foi para mostrar sua força e reafirmar seu domínio sobre o tráfico de drogas naquela região. Este é mais um capítulo desta triste e trágica novela da vida real, onde jovens e adolescentes jogam fora suas vidas por nada, onde se faz presente a inversão de valores e a confusão entre o que é real e o que é virtual. Um paradoxo onde reina o inaceitável absurdo da banalidade e a estupidez da barbárie humana, que a cada dia, pasmem, torna-se menos impactante e mais aceitável devido a sua reiterada reincidência, já não se mostrando capaz de sensibilizar os olhos de nossa comunidade, já cansada de tanta violência”, argumentou Andreetta.

Diante da gravidade da situação, o NHT pleiteou pela concessão da prisão preventiva do suspeito indiciado, que já se encontra preso no Presídio de Viana/ES, visando garantir a garantia da ordem pública e a aplicação da Lei Penal. O procedimento foi devidamente finalizado, saneado e relatado no NHT.

PHOTO JORNALISMO / Por: Edvaldo Alves/Liberdadenews

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.