Header Ads

Acusados de matar e jogar corpo próximo ao CETEPES são indiciados pelo NHT da 8ª COORPIN

Teixeira de Freitas: O NHT da 8ª COORPIN, em sua incansável luta no combate ao crime, elucidou mais um homicídio consumado em Teixeira de Freitas, aumentando os índices de elucidação, que é recorde no estado e até no Brasil, melhorando a sensação de impunidade, e desarticulando grupos criminosos, fazendo com que assassinos e traficantes sejam alcançados pela Justiça. Desta vez, o NHT, sob liderança dos delegados Manoel Andreetta e Bruno Ferrari concluíram o inquérito policial do homicídio praticada contra a vítima identificada por Wilson Oliveira de Freitas Júnior, o “Rabicó” ou Magnata”, (26 anos), crime ocorrido no dia 12 de agosto deste ano.

Segundo as investigações, três indivíduos, até então não identificados, utilizaram um veículo VW/Gol de cor prata, de placas não identificadas, para pegar a vítima em sua residência, situada no Bairro Santa Rita, por volta das 21h00, sendo certo que, já por volta das 22h10, fotografias da vítima morta já circulavam nas redes sociais, sendo o corpo encontrado em via pública, na Rua Governador Antônio Mangabeira, no Bairro Jardim Caraípe, local onde os executores descartaram o corpo da vítima, não lhe sendo permitida qualquer chance de defesa. A vítima fatal encontrada em decúbito dorsal, apresentando várias lesões provocadas por disparos de arma de fogo, a maioria na cabeça.

O caso foi para o NHT, os quais após o desenvolvimento das investigações, imprimidas em conjunto com os investigadores Sérgio Adriano, Alexandre Augusto, Alex Honorato e Marcos Gomes, apuraram que a vítima estava envolvida com o tráfico de drogas no Centro de Teixeira, na região conhecida como “Lagoa”, utilizando a Casa de Show denominada Clube do Forró como seu principal ponto para a venda de drogas. “De fato, a vítima figurava como um dos ‘meninos de pista’ do Grupo de Peixeira, chefiado atualmente pela pessoa de Ismael Michael Amorim de Castro, (o Porquinho), 22 anos e Gabriel Nascimento de Jesus, (o Javaí), 24 anos, ambos internos do CPTF”.

“A Equipe do NHT descobriu que a vítima foi morta pelos integrantes do próprio grupo, a mando dos referidos chefes, por ter ‘virado a casaca’, ou seja, mudado de grupo, passando a traficar drogas para o grupo de traficantes rival, figurando como executores diretos do crime, responsáveis pela emboscada, as pessoas de Filiphe Andrade Farias, 19 anos e Mateus Tarso Costa Silva, (o Ganahan), 18 anos, além do integrante do Grupo do Bujão, a pessoa de Filipe de Freitas Lima, (o Beira Mar), 24 anos. De fato, pouco antes da prática do crime, a vítima estava dormindo em sua residência, quando recebeu uma ligação via celular, avisando seus familiares que sairia com seus colegas”, explicou o delegado.

Ainda segundo o delegado, minutos depois, o veículo não identificado, no qual se encontravam os executores, estacionou em frente à residência da vítima, sendo certo que a vítima deixou o local com seus comparsas e não retornou mais. “A equipe do NHT descobriu que os executores do Grupo de Peixeira já estavam atrás da vítima há tempos, com a intenção de matá-la, rondando com o veículo pelas ruas do bairro, ‘escoltando’ a vítima em seu ambiente de trabalho, enfim, por várias vezes a vítima contou apenas com a ‘sorte’ ou com o mero ‘acaso’, para se esquivar e escapar de seus algozes, chegando a pedir, em outra oportunidade, que seus familiares o ajudassem a sair da cidade”, acrescentou.

“A vítima já se sentia acuada e ameaçada pelos integrantes do seu próprio grupo e do grupo rival. “A presença de integrantes de dois grupos criminosos que atuam em áreas diferentes, em um mesmo cenário de crime, no caso, o Bairro da Lagoa, indica a associação dos mesmos para o fim de: fazer frente ou revidar, o ataque impresso e organizado por um grupo de traficantes maior, fato que não passou despercebido pela Equipe do NHT que promete intensificar suas ações, focando, principalmente, nos grupos criminosos que estão causando desequilíbrio e provocando o aumento nos índices de homicídios em nossa comunidade”, finalizou o delegado Andreetta. O procedimento foi devidamente finalizado, saneado e relatado no NHT, com o pedido de prisão preventiva dos envolvidos.

PHOTO JORNALISMO / Por: Edvaldo Alves/Liberdadenews

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.