Header Ads

NHT elucida homicídio ocorrido no início do ano no Distrito de Santo Antônio e pede prisão do mandante


Teixeira de Freitas: O NHT da 8ª COORPIN elucidou o homicídio consumado, praticado contra a vítima Adriano da Silva Souza, o “Cabeça de Côco”, 18 anos de idade, e um homicídio tentado, praticado contra um adolescente de 15 anos. O homicídio aconteceu na madrugada do dia 17 de março, e a tentativa de homicídio contra o adolescente aconteceu na noite do dia anterior (16/03/2019). Na ocasião do homicídio, a vítima foi encontrada em decúbito dorsal, apresentando um disparo de arma de fogo nas costas, próximo ao Posto da Polícia Militar do Distrito de Santo Antônio, em Teixeira de Freitas.

Segundo informações preliminares, dois indivíduos não identificados, utilizaram uma motocicleta não identificada, para se aproximar das vítimas, sendo certo que, após perguntarem se elas tinham drogas para vender, um deles sacou uma arma de fogo e, aproveitando do fator surpresa, desferiu vários disparos contra a vítima Adriano, que mesmo tentando imprimir fuga, acabou morrendo próximo ao local. Já o adolescente conseguiu escapar da ação criminosa, correndo do local, mas, acabou sendo atingido na perna esquerda, na altura da coxa, sendo socorrido junto à UPA e posteriormente, transferido para o HMTF.

Uma terceira pessoa (adolescente) que estava com as vítimas, também correu após a ação criminosa, e não foi atingida pelos tiros. O caso foi para a Equipe do NHT, aos cuidados dos delegados Manoel Andreetta e Bruno Ferrari, os quais após o desenvolvimento das investigações, imprimidas em conjunto com os investigadores Sérgio Adriano, Alexandre Augusto, Alex Honorato e Marcos Gomes, apuraram que a vítima fatal, Adriano, estava envolvida com o tráfico de drogas no Distrito de Santo Antônio, figurando como um dos “meninos de pista” do grupo de traficantes denominado Grupo de Peixeira.

Ainda segundo as investigações, o Adriano foi morto pelos integrantes do grupo rival, o Grupo do Bujão, por ordem do chefe do grupo, a pessoa de Valdo Bentinho da Silva, o “Bujão”, 37 anos, interno do CPTF, figurando como um dos executores e autor dos disparos, um adolescentes infrator de 16 anos, que foi morto em confronto com a Polícia Militar em outra oportunidade, no dia 20/03/2019, no município de Medeiros Neto. Segundo o NHT, o piloto da moto, não foi possível identificar, e continua sendo investigado. “O crime teve como motivação o fato da vítima ter ‘virado a casaca’, ou seja, ter mudado de grupo e abandonando o Grupo do Bujão, do qual fazia parte, para ingressar e passar a revender drogas para o grupo de traficantes rival”.

“De fato, consta que a vítima Adriano estava progredindo e expandindo com a venda de drogas, fato que despertou a ganância do chefe do seu antigo grupo, a pessoa de Valdo (Bujão), o qual passou, primeiramente, a lhe fazer propostas de ‘trabalho’ e, ante a resistência da vítima, passou a lhe fazer ameaças concretas de morte, através de mensagens e ligações telefônicas feitas de dentro do CPTF. Não obstante, Adriano acabou negando as propostas e ignorando as ameaças, posto que, almejava ter maior liberdade para tocar os seus ‘negócios’, adquirida após ter ingressado no grupo de traficantes rival (Grupo de Peixeira)”, acrescentou o delegado.

“As ações do Adriano contrariaram os interesses de seu antigo grupo e lhe sentenciou à morte. Na verdade, consta que a vítima Adriano vinha adquirindo fama e ‘respeito’ dentro da marginalidade atuante no Distrito de Santo Antônio, passando a ser ‘temido’ após ter participado de uma série de homicídios, consumados e tentados, ocorridos naquela localidade. O procedimento foi devidamente finalizado, saneado e relatado no NHT, com o pedido de prisão preventiva do mandante do crime junto à Justiça local”, finalizou o delegado Manoel Andreetta.

PHOTO JORNALISMO / Por: Edvaldo Alves/Liberdadenews

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.