Header Ads

Liberdade News levanta a extensa ficha criminal de “Tigrão”, preso após sequestro em Teixeira


Teixeira de Freitas: O Liberdade News realizou uma busca sobre a vida pregressa do empresário Dagberto Gonzaga de Souza, vulgo “Tigrão”, 48 anos de idade, e levantou sua extensa ficha criminal. Segundo informações da polícia, “Tigrão” é apontado como um dos principais líderes de uma organização criminosa que atua no Extremo Sul da Bahia, com forte domínio no tráfico de drogas, e dezenas de crimes contra instituições financeiras, inclusive em cidades do interior de Minas Gerais.

O Liberdade News relacionou algumas das recentes ocorrências em que o Tigrão se envolveu:

1. Roubo a explosivos na Pedreira Magran, localizada no distrito de Itambém, cidade de Potiraguá, em 13 de julho de 2018;

2. Prisão enquanto conduzia o veículo Hyundai HB20, de cor branca, placa policial PAD 7523, após um alerta geral da PM, constando que um veículo com as mesmas características teria sido utilizado no cometimento de crimes em Porto Seguro e outras cidades próximas, inclusive o roubo na pedreira acima mencionada. Os policiais interceptaram e procederam a abordagem, e ao verificarem o chassi, descobriu-se que a placa original do veículo era PJF 9917, o qual possuía restrição de roubo;

3. Após a perícia no HB20 envolvido na ocorrência anterior, verificou-se ainda a ligação do Tigrão com um homicídio em Porto Seguro, após serem localizadas manchas de sangue no interior do veículo;

4. Prisão pela PRF no dia 13 de setembro de 2019, na cidade de Teixeira de Freitas, enquanto conduzia o veículo Toyota Corola, placa policial OKL 7609, com restrição de furto/roubo.

Há ainda dados que apontam para seu envolvimento com outros crimes na região, a exemplo da ocorrência de explosões a caixas eletrônicos no município de Itamaraju, em 17 de julho desse ano. Na oportunidade Tigrão teria coletado as informações e planejado o roubo, que teve como alvo as agências do Bradesco e dos Correios daquela localidade.

Tigrão também foi denunciado pela ex-companheira por ameaça de morte, e na ocasião, ela foi obrigada a visitá-lo algumas vezes no Presídio de Eunápolis, onde ele cumpria pena por associação ao tráfico de droga em 2016. Na época, a psicóloga do presídio onde o Tigrão cumpria pena, atestou que ele tinha o comportamento de um sociopata.

Em 2012, uma operação da Polícia Federal, com apoio da Polícia Militar, prendeu uma quadrilha que estava tocando terror no distrito de Pindorama, em Porto Seguro. Entre os crimes atribuídos à quadrilha estavam o de roubos, furtos, extorsão, pedágio criminoso, tráfico e até homicídios. Ou seja, trata-se de um indivíduo de alta periculosidade, com extensa ficha criminal.

Segundo informações levantadas por nossa equipe de reportagem, junto à Polícia, é possível que o Dagberto tenha retornado à Teixeira, local onde ele morou por muitos anos, após a Polícia de Porto Seguro estar fechando o cerco contra o crime, e por ele estar com a ficha bastante suja naquela região. Segundo a polícia, é possível que ele tenha montado uma loja de fachada em Teixeira para poder circular no comércio.

PHOTO JORNALISMO / Por: Edvaldo Alves/Liberdadenews

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.