Header Ads

Dois irmãos são torturados por quase uma hora; um deles morre

Deixados amarrados, eles foram encontrados após 10 horas


Após sessão de tortura, irmãos foram deixados amarrados em mata; eles só foram encontrados no fim da tarde / 
Foto: RADAR 64 

EUNÁPOLIS
- Um caso de selvageria foi registrado nesta segunda-feira (27), em Eunápolis. Dois irmãos foram espancados com pedaços de pau e barra de ferro. Um deles morreu. A sessão de tortura durou quase uma hora.

Geraldo Magno Santos Oliveira, 39 anos, teve as duas pernas fraturadas e está internado no Hospital Regional. Sebastião Santos Oliveira, 40, que também teve os membros inferiores quebrados, morreu no local.


Os dois foram deixados amarrados numa arvore, em uma área de mata no bairro Vila Olímpica, zona norte da cidade. O crime, segundo o sobrevivente, foi praticado por seis homens.

Conforme a polícia, por volta das 7h da manhã, os bandidos invadiram a casa dos irmãos, localizada no mesmo bairro. Os dois foram rendidos e levados para uma área de vegetação. No local, eles foram amarrados e violentamente agredidos.

Geraldo declarou que, após os assassinos deixarem o local, e ele e o irmão passaram a gritar por socorro, mas ninguém aparecia. Ainda segundo ele, por volta das 15h seu irmão não resistiu aos ferimentos e acabou morrendo.

Já por volta das 17h, uma irmã de Geraldo e Sebastião, que já estava à procura dos dois, os encontrou. Ela acionou o Samu. Os socorristas constaram que Sebastião já estava morto. Geraldo foi levado para o hospital. A polícia apreendeu no local um pedaço de madeira de quase um metro, com manchas de sangue.

SUSPEITA


Geraldo acredita que o crime foi planejado por dois homens, com os quais ele e o irmão teriam se desentendido no último sábado (25). Na noite de sexta-feira, conforme o relato, os irmãos se envolveram com uma mulher que estava em um bar no bairro Alecrim II.

No dia seguinte, eles foram interpelados pelos dois homens, que não teriam ficado satisfeitos com o envolvimento deles com a mulher. Houve uma forte discussão, inclusive com ameaças de morte. A polícia ainda não identificou os suspeitos.

PHOTO JORNALISMO / Fonte: Radar64

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.