Header Ads

Exames no IML apontam morte por asfixia: Mecânico pode ter se asfixiado com o próprio sangue


Teixeira de Freitas: Na tarde desta sexta-feira, 28 de fevereiro, o corpo do mecânico, encontrado morto na manhã desta mesma data, passou por necropsia, e a causa da morte foi apontada por asfixia. Segundo informações, o delegado Bruno Ferrari ouviu alguns familiares, que declararam que a vítima tinha problemas com alcoolismo, e, que inclusive, já teria sofrido outros acidentes de bicicleta, no qual, teve fraturas em algumas parte do corpo, inclusive na mandíbula, devido às quedas.

Segundo informações colhidas por nossa equipe de reportagem, tudo leva a crer que a vítima, Marcos Silva dos Santos Cardoso, conhecido como "Marquinhos", de 34 anos, pode ter sofrido mais uma queda de bicicleta na localidade onde ele foi encontrado, sendo um local de declive, e buracos. Além da possibilidade dele estar embriagado. O seu corpo foi encontrado em decúbito ventral, com o rosto colado ao chão, o que pode ter lhe causado a asfixia com o próprio sangramento, devido à lesão no rosto, levando-o à morte.

O delegado não descartou a hipótese de ter acontecido um crime de latrocínio, já, que parte do dinheiro do seu salário não foi encontrado, nem a sua aliança de casamento, bem como a sua bicicleta, no local do ocorrido. Porém, existe também a possibilidade de alguma pessoa ter encontrado o corpo caído no local, e ter subtraído tais objetos e o dinheiro da vítima, antes que outras pessoas pudessem ver, bem como, os policiais militares que foram acionados, e, que teriam chegado primeiro no local para confirmação do fato, antes da Polícia Civil.

O inquérito policial foi instaurado e segue as investigações na tentativa de encontrar os objetos da vítima, que poderão levar à conclusão exata do ocorrido. O delegado Bruno Ferrari pede para quem tiver alguma informação acerca desses objetos, que possam informar a Polícia Civil, até mesmo de forma anônima. Ou se caso a pessoa que possivelmente subtraiu esses objetos, queira apresentá-los na delegacia, pode procurá-lo, ou até mesmo a própria família, que mora naquele bairro.

PHOTO JORNALISMO / Por: Cloves Neto/Liberdadenews

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.