Header Ads

Diretor do CPTF fala sobre detentos que cumprirão prisão domiciliar por conta do Coronavírus

Teixeira de Freitas: Trinta e um (31) internos do Regime Semiaberto do Conjunto Penal de Teixeira de Freitas - CPTF, após passarem por avaliação, foram beneficiados com a concessão de Prisão Domiciliar inclusive com monitoramento através de tornozeleiras eletrônicas. Na manhã deste sábado, 21 de março, a Direção do Conjunto Penal de Teixeira de Freitas - CPTF, na pessoa do Ten. Coronel PM Osiris Moreira Cardoso, deu cumprimento a esta decisão Judicial.

A medida tomou como base a recomendação do Conselho Nacional de Justiça - CNJ, levando em consideração o terrível quadro de Pandemia do Coronavírus (COVID-19), e o excesso da população carcerária que torna vulnerável o ambiente da referida unidade prisional, não apenas para os custodiados, mas também, para todos os servidores que trabalham na unidade, bem como a própria sociedade. É necessário esclarecer que a decisão Judicial de concessão do benefício foi submetida a critérios objetivos com a participação do Representante do Ministério Público, Defensoria Pública, OAB e Direção do CPTF, através da Coordenação de Segurança, Direção Adjunta e o Núcleo de Inteligência Prisional.

Vale ressaltar que foi considerado entre os beneficiários, o fato de que a maioria já exercem atividades laborais (Trabalho) fora da Unidade Prisional, pelo o critério do semiaberto. E que parte deles não estarão cumprindo a prisão domiciliar exclusivamente em Teixeira de Freitas, mas nas suas localidades de origem, como por exemplo em Ilhéus, Mucuri, Caravelas, Canavieiras e outras mais.

O diretor, Coronel Osíris, conversou com a nossa reportagem, e disse: “Quero afirmar que não é a primeira vez que internos do regime semiaberto foram beneficiados com a Prisão Domiciliar, e que para tal concessão, é exigido uma avaliação objetiva e criteriosa, onde são observados também a conduta carcerária do custodiado. E aqueles que violarem as condições impostas, terão o benefício revogado imediatamente, tendo que retornar para a Unidade Prisional e perdendo todos os benefícios conquistados".

"É de bom alvitre que a população não leve em conta comentários distorcidos e maldosos, com o objetivo claro de causar mais pânico e medo a todos. No qual pessoas maldosas aproveitam-se de um momento de vulnerabilidade por parte da população em consequência dos estragos desse terrível vírus (COVID-19), que tem causado milhares de mortes e danos irreparáveis no mundo inteiro. Por isso peço a todas as pessoas para que não alimente Fake News, reproduzido apenas mensagens que são de fontes confiáveis, porque só assim poderemos minimizar o impacto na nossa cidade e região", finalizou o diretor.

PHOTO JORNALISMO / Por: Cloves Neto/Liberdanews

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.