Header Ads

Homicida confesso diz que matou pescador com machado após bebedeira em Itabatã

José Nunes de Souza, de 42 anos, que era pescador, foi assassinado barbaramente na tarde deste domingo, 20 de setembro, na rua Rio Corrente, bairro Triângulo Leal, em Itabatã, distrito de Mucuri.

A 89ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) foi avisada sobre o crime através do telefone 190 e assim que uma guarnição compareceu ao local e comprovou a veracidade da informação, tratou se repassar o ocorrido ao plantão regional da 8ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Coorpin/Teixeira de Freitas), onde a delegada Andressa Carvalho expediu guia e autorizou a remoção do corpo ao IML.

A vítima, que era mais conhecida como “Zezão”, teve a cabeça esmagada após ser atacada a golpes de machado.

Assassino preso

No fim da tarde deste domingo, 20 de setembro, poucas horas após o crime, policiais militares prenderam Alexandro de Abreu Souza, o “Batoré”, de 39 anos, que assumiu o crime. Ele disse que bebia em companhia da vítima e após um desentendimento, “Zezão” teria se apossado do machado para agredi-lo, só que ele conseguiu tomar a ferramenta e aplicou-lhe os golpes na cabeça.

O assassino confesso foi preso no mesmo bairro onde aconteceu o crime e ainda estava com as roupas sujas de sangue.

Pouco tempo depois Alexandro foi conduzido e apresentado à sede da 8ª Coorpin, onde já estava de plantão o delegado Bruno Ferrari, que após oitiva, indicou o mesmo por crime de homicídio qualificado, conforme o Artigo 121 do Código Penal Brasileiro (CPB).

As últimas informações dão conta que Alexandro de Abreu Souza, o “Batoré”, de 39 anos, foi recolhido à carceragem da 8ª Coorpin e nos próximos dias será recambiado ao Conjunto Penal de Teixeira de Freitas (CPTF), onde deve permanecer até o seu julgamento popular.

PHOTO JORNALISMO / Fonte: TH

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.