Header Ads

Aos gritos de assassino Reginaldo "Pau Veio" é recebido na UPA após ser espancado por detentos: Comoção e homenagens no enterro de Priscila

Santana do Paraíso: Até mesmo no mundo crime, os criminosos têm uma ética própria, e não aceitam determinados tipos de crimes, especialmente àqueles que tenham conotação sexual. O homicida confesso da enfermeira Priscila, Reginaldo Ferreira, vulgo "Pau Veio", foi recebido aos grutos de assassino na UPA de Ipatinga/MG, na noite deste sábado, 20 de março, após ter sido espancado por outros detentos.

O crime cometido pelo Reginaldo causou grande repercussão e comoção social, principalmente após as suspeitas da Polícia de que a enfermeira Priscila Cardoso possa ter sido vítima de abuso sexual antes de morrer. O corpo da enfermeira foi encontrado na manhã deste sábado (20) pela Polícia, a 10 quilômetros de Ipatinga, em uma área de vegetação. A vítima estava sem a blusa e com a calça aberta, além de uma perfuração por projétil de arma de fogo na testa.

Após as agressões na Penitenciária Denis Moreira Franco, de Ipaba, no Vale do Aço, o Reginaldo foi levado à UPA pela Polícia Militar. Reginaldo foi violentamente agredido, e após ser medicado, foi recambiado para a enfermaria da Penitenciária. Durante a tarde de sábado, a enfermeira foi sepultada. Familiares, amigos e curiosos acompanharam o cortejo. Gritos por Justiça, homenagens, músicas e orações marcaram o sepultamento da enfermeira Priscila.

Segundo apurou nossa equipe de reportagem, o cortejo começou em Ipatinga e seguiu para Resplendor, cidade onde mora os familiares da Priscila. Diversas ambulâncias do Serviço de Saúde Municipal participaram do cortejo fúnebre, homenageando a enfermeira. As investigações continuam para a conclusão do inquérito policial.

O advogado do Reginaldo está defendendo a tese de que o crime foi passional, e ainda que o tiro foi acidental. Ele alega que tinha um caso com a enfermeira e que ela teria terminado com ele, e em um momento de discussão, acabou disparando acidentalmente. Quanto ao carro, ele alega que não vendeu e que tinha colocado na oficina para consertar.

PHOTO JORNALISMO /  Por: Edvaldo Alves/Liberdadenews

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.